Notícias

Tese da APS, PSOL da Resistência e Independentes ao Congresso do PSOL

Construir o PSOL como alternativa independente.

Fora Bolsonaro/Mourão! Ocupar as ruas para defender os direitos do povo, a soberania nacional e as liberdades democráticas.

Tese da Ação Popular Socialista, PSOL da Resistência e independentes ao VII Congresso Nacional do PSOL, a seguir:

O PSOL tem um enorme desafio. No mundo, agrava-se a crise estrutural do capital e há uma ofensiva da direita, conservadora e ultraliberal. No Brasil, enfrentamos um governo de extrema-direita que ataca direitos historicamente conquistados pelos trabalhadores/as. Mas, no mundo e aqui, a resistência popular continua viva. Que o PSOL saia deste congresso mais forte para tomar iniciativas e enfrentar o desafio de fazer avançar a resistência.

Um mundo em crise. Um mundo com resistência.

  • Os últimos meses foram de lutas em vários continentes, tendo como exemplos mais fortes as greves francesas contra a Reforma da Previdência e as rebeliões populares no Equador, Chile e Líbano. Com pautas e dinâmicas complexas, essas mobilizações sociais demonstram que há disposição para resistir.
  • A crise estrutural do capital continua e novos capítulos se desenrolam com mais tensões entre as nações imperialistas, aumento das desigualdades sociais, instabilidade política e agravamento da crise ambiental. O abismo que separa ricos e pobres está cada vez maior. Como decorrência, as democracias liberais e seus principais partidos e lideranças vivem uma intensa crise de representatividade. Essa crise se reflete de variadas formas nos processos eleitorais: utilização massiva das Fake News; vitória do Brexit; eleições de líderes de extrema-direita (Trump e Bolsonaro); tentativas ou golpes institucionais, especialmente na América Latina (Brasil, Venezuela, Bolívia, etc.); derrotas eleitorais de partidos/coalizações identificadas com a centro-esquerda (Uruguai).
  • O agravamento da crise mundial é o pano de fundo dos conflitos entre a ofensiva do capital, no seu viés conservador e ultraliberal, e a resistência popular, assim como é a base para o conflito interimperialista, que tem de um lado os EUA e de outro a aliança China/Rússia. Ele contribui para aprofundar a instabilidade, a incerteza política e retroalimentar a crise econômica.
  • A esquerda, onde a resistência está em desenvolvimento, não conseguiu consolidar-se como alternativa para a saída da crise em nome das maiorias. A polarização social em curso não tem se tornado polarização política com uma esquerda robusta e socialmente enraizada, embora em alguns casos tenha reforçado a organização, obtido vitórias parciais e crescido eleitoralmente. Entretanto, não se tornou capaz de superar a fragilizada socialdemocracia e a direita tradicional. Nesse quadro, tanto a extrema-direita tem se fortalecido, como também algumas alternativas outsiders dentro do neoliberalismo.
  • O capitalismo segue mostrando sua incapacidade de atender às necessidades da humanidade. A consequência será mais desemprego, pobreza e crise ambiental. A conjuntura internacional continua sendo a da crise econômica estrutural e de suas repercussões em todos os níveis, gerando conflitos, polarizações, resistências e instabilidade política.

 

Brasil: ofensiva conservadora, Governo Bolsonaro e a questão do neofascismo

  • Como temos afirmado em outras teses aos congressos do PSOL, o Brasil é plenamente capitalista e tem um estado burguês instituído e, nesse sentido, não haverá revolução que não seja socialista. Para isso, é preciso um acúmulo de forças que virá da luta em muitos espaços com vistas à ruptura revolucionária. Nossa estratégia de luta passa por fora e por dentro do Estado, mas a luta direta das massas é nossa prioridade para que se construa uma práxis revolucionária. O programa tem como objetivo orientar nossa luta pelo socialismo, uma sociedade sem exploração, opressão e dominação de classe, gênero, raça, etnia, religião, orientação sexual e um mundo ecologicamente equilibrado.
  • O programa é a mediação entre elementos econômicos e superestruturais mais permanentes, com o nível de consciência da classe trabalhadora e dos oprimidos e oprimidas. As condições objetivas indicam que é possível a revolução socialista, mas condições subjetivas é que apontam os objetivos táticos e as formas de luta prioritárias. Assim se constrói uma nova hegemonia.
  • Só no encontro da teoria revolucionária com os elementos de crítica presentes na resistência popular a consciência de classe pode avançar numa direção revolucionária.
  • É a partir desses elementos que devemos compreender o Brasil de hoje. Temos pela primeira vez em nossa história um governo de extrema-direita eleito pelo voto direto. Depois de 13 anos de governos de conciliação de classes sob hegemonia burguesa, o grande capital nacional e internacional optou pelo golpe institucional que destituiu Dilma Rousseff (PT), fragilizada pela ofensiva da direita, pelos limites do neodesenvolvimentismo dos governos do PT, que aprofundou a dependência nacional, e por ter iniciado reformas que atacavam direitos sociais, movimentação esta que corroeu sua base de apoio popular, fragilizando a resistência ao golpe.
  • As circunstâncias do golpe semearam as condições para a ofensiva burguesa contra os direitos da classe trabalhadora e dos setores oprimidos. A resistência popular oscilou entre momentos de expressivas mobilizações sociais e de recuo, não conseguindo bloquear as reformas regressivas dos governos Temer, Bolsonaro/Mourão e do Congresso Nacional.
  • Na atual conjuntura, o nosso principal desafio é derrotar o governo Bolsonaro/Mourão. Bolsonaro e seu núcleo ideológico mais próximo expressam posições neofascistas. Mas, embora as tendências neofascistas existam tanto no governo como em parte de sua base ativa de apoio, tanto na sociedade civil, na mídia e no extremismo religioso, como no Estado, tanto em aparelhos jurídicos coercitivos, como no parlamento, o Brasil não vive sob um regime neofascista.
  • O fascismo histórico é um tipo de regime burguês/capitalista ditatorial assentado numa certa base de massas, no nacionalismo burguês, em instituições militares e paramilitares que faz uso sistemático do belicismo e da violência para eliminar política e fisicamente seus oponentes. Tais regimes tiveram caráter bonapartista ao surgirem como resultado do apoio da burguesia a alternativas supostamente “independentes” que permitissem manter ou expandir seus interesses fundamentais.
  • Embora guarde alguns traços em comum, não é esse o caso do Brasil em 2020. Bolsonaro foi eleito dentro dos limites da democracia burguesa brasileira – de baixa intensidade – e esta, com a violência que sempre lhe foi comum, passa por um momento de forte instabilidade. Entretanto, a hegemonia burguesa continua forte e ainda não deu lugar a uma ditadura neofascista.
  • De forma mais precisa, podemos afirmar que estamos diante do bolsonarismo, versão do neofascismo no Brasil. O bolsonarismo tem se apresentado enquanto uma ideologia de classe média (tanto a empresarial quanto a de parte dos trabalhadores/trabalhadoras altamente especializados), que tem como modelo de civilização a estadunidense. Contém certo grau de ressentimento, que em parte se desenvolveu com a frustração com o lulo-petismo. Também tem lastro no extremismo religioso, adquirindo nesse estrato face mais popular. Esse fenômeno expõe o que há de pior em parte da população brasileira, especialmente em seus apoiadores mais convictos: a lgbtfobia, a misoginia e o racismo, além do ódio ao conhecimento e à diversidade de ideias. Com forte predominância anticomunista e de repulsa aos direitos humanos e à radicalização da democracia, o bolsonarismo também se alinha à ideologia de mercado, com a redução de direitos sociais, ao ultraliberalismo e entreguismo.
  • É preciso considerar que há variados interesses da burguesia, tanto em comum (desmonte da legislação social, por exemplo), como contraditórios (mercados internacionais, subsídios, legislações especificas) com o governo, isto é, há disputas de frações de classe dentro do atual Bloco de Poder. Assim, regime neofascista propriamente dito não está posto como alternativa imediata, seja porque a correlação de forças ainda não permite que o núcleo ideológico de Bolsonaro o implemente, seja porque a agenda da burguesia está andando nos marcos do regime democrático liberal, hoje mais autoritário e com possibilidade de piora.

 

O primeiro ano do Governo Bolsonaro

  • O governo Bolsonaro, que é continuidade radicalizada de Temer, visa aprofundar ainda mais a dependência nacional e a superexploração do trabalho. A Reforma da Previdência mais regressiva, a nova reforma trabalhista e sindical, as privatizações, a submissão a Trump e aos Estados Unidos, o ataque direto à Amazônia e aos povos indígenas, quilombolas e campesinos, a reforma tributária regressiva, privatizações e diversas outras medidas vão nesse sentido.
  • A composição do governo Bolsonaro expressa o perfil das políticas até aqui aplicadas: um mosaico de setores de extrema direita nos costumes (Damares) e anticomunista (Ernesto Araújo); as concepções policialescas e autoritárias de segurança pública e justiça (Moro e o núcleo da Lava Jato); o ultra-liberalismo econômico (Paulo Guedes). Tudo com a tutela das Forças Armadas – apesar dos conflitos que marcaram essa relação em 2019 – expressa na ocupação de cargos no governo Bolsonaro e na pressão exercida sobre o STF em momentos-chave da conjuntura.
  • A relação entre estes núcleos do governo Bolsonaro tem conflitos, muitas vezes públicos. O governo vive sob o signo da instabilidade política. A coalização política que elegeu Bolsonaro, composta pela chapa presidencial com Mourão, seu ex-partido (PSL), governadores do campo ultraliberal e conservador (Dória, Witzel, dentre outros) e movimentos como o Vem Pra Rua e o MBL, já sofreu divisões e outras podem surgir. Além disso, o governo não tem base estável no Congresso Nacional.
  • Como resposta a essa fragilidade, o clã Bolsonaro busca mobilizar – através de uma comunicação direta sem mediação da grande mídia – os setores de extrema direita a partir de ataques ao parlamento, STF, partidos políticos, parte da grande mídia, movimentos sociais, etc. Insufla, assim, seus apoiadores mais duros e, ao mesmo tempo, posa de vítima do “sistema”. É nesse sentido que trabalha para construir um partido, “Aliança pelo Brasil”, com feições claramente neofascistas e diretamente subordinado ao seu clã familiar.
  • Bolsonaro travou embates com o Ministro Sérgio Moro. Apesar da imagem de Moro ter saído arranhada pela “Vaza Jato”, ele é uma alternativa para 2022, o que gerou desconfianças do clã Bolsonaro e também do DEM e PSDB, levando-o a algumas derrotas no governo e no Congresso Nacional, especialmente no “Pacote Anti-Crime”, que no fundamental é um verdadeiro “Pacote Anti-Pobre”.
  • Essa situação não tem impedido o avanço da agenda econômica do governo, mesmo considerando que houve resistência e as medidas aprovadas não foram as originais. O governo tem promovido o desmonte do Estado com um programa ultraliberal de privatizações, desnacionalizações e reformas em prol do grande capital. Apesar dos dissensos na direita, a burguesia encontra-se unificada no essencial de sua agenda econômica, aprofundando a dependência econômica, ao custo da destruição intensiva do ambiente natural e dos modos de vida das populações tradicionais.
  • As reformas que virão (sindical, administrativa, continuidade da trabalhista e a tributária) vão aprofundar a superexploração do trabalho e as desigualdades sociais. Bolsonaro e Mourão são os “patriotas” que vendem a soberania nacional ao imperialismo e os “protetores da família” que aprovam reformas a favor dos bancos e do grande capital.
  • A máscara do clã Bolsonaro caiu com o envolvimento dele em graves denúncias de corrupção, a exemplo do laranjal de Flávio Bolsonaro, e mais recentemente seu outro filho, Carlos Bolsonaro, está sendo investigado por envolvimento com o Escritório do Crime, possíveis assassinos de Marielle Franco e Anderson Gomes. A pergunta que não quer calar continua a ecoar e mobilizar ativistas no país e no mundo: Quem mandou matar Marielle?
  • Apesar da instabilidade, não podemos ter a ilusão de que Bolsonaro não é viável para 2022. Seu núcleo ideológico atua para manter sua base mais dura de apoiadores. E tem conseguido, estabilizando sua aprovação em 30%. Para isso, mantém o discurso neofascista e fundamentalista, que às vezes parece alucinado, mas é uma estratégia de marketing para manter suas bases, inclusive num dos principais setores que são as igrejas neopentescostais. Mantém um discurso de oposição aos governos passados, seja pela crise econômica como pela corrupção existente e a polarização com Lula da Silva. Pode manobrar eleitoralmente com ações microeconômicas e compensatórias demagógicas, além das fake news. Caso ele continue governando e consiga manter essa faixa, pode ser o principal candidato da direita, indo ao segundo turno e podendo derrotar o PT ou alguma alternativa apoiada por ele. Por isso a importância da campanha pelo Fora Bolsonaro!

 

A resistência popular ao Governo Bolsonaro

  • O desgaste do governo abriu possibilidades de enfrentamento. As manifestações do 8 de março, a greve dos Correiros, a Marcha das Margaridas, a Marcha das Mulheres Indígenas, o tsunami da educação, a luta contra a reforma da Previdência, a favor da Amazônia e as críticas e iniciativas espontâneas no vazamento de óleo nas praias do Nordeste foram importantes para desgastar o governo.
  • O epicentro das lutas de 2019 foi a defesa da educação pública. Bolsonaro a elegeu como um dos seus alvos prioritários. Cortou bilhões dos investimentos previstos e comprometeu o funcionamento das universidades e institutos federais. Os cortes de verbas, a disputa ideológica do Escola Sem Partido e o lançamento do Future-se desencadearam a reação da juventude e dos trabalhadores e trabalhadoras da educação.
  • O Tsunami da Educação levou 2 milhões de pessoas às ruas. As manifestações abalaram a imagem do governo e abriram possibilidades de avanço da resistência, que ainda é insuficiente. A tentativa de instrumentalizar as manifestações para o “Lula Livre”, em que pese sermos contra sua prisão, também, em alguns casos, contribuiu para o esvaziamento das mobilizações.
  • As manifestações de 2019 foram expressivas, mas não alcançaram a amplitude e radicalidade necessárias. Foi acertada a tática de unidade de ação das centrais sindicais e das organizações do movimento estudantil, com o protagonismo da juventude. As mobilizações do primeiro semestre de 2019 contribuíram para a queda da aprovação do governo. O avanço desse processo esbarrou, dentre outros fatores, na vacilação das direções das grandes centrais (CUT, CTB, NCST, Força Sindical). Parte da energia foi concentrada nas lutas dentro do congresso, de onde acreditavam poder extrair pequenas vitórias, adiando para as eleições de 2022 a disputa que precisa ser feita num combate imediato e de massas ao governo.
  • O desemprego estrutural e a precarização também contribuem para uma dinâmica mais defensiva da classe trabalhadora e dos setores oprimidos. Os dados do IBGE apontam desemprego de 12 milhões. A suposta melhora do quadro de desemprego se deu pela via da informalidade, hoje totalizando mais de 38 milhões da força de trabalho em atividade. Já a população que desistiu de procurar emprego (desalento) está em torno de 5 milhões.
  • Além disso, a propaganda oficial e da mídia oligopolista convenceram uma parcela da classe trabalhadora sobre a necessidade de uma “reforma”. O recuo das grandes centrais contribuiu para que as forças democráticas, populares e socialistas perdessem terreno na disputa política e ideológica, com parte da população chegando a apoiar a Reforma da Previdência no final de sua tramitação.
  • Somado a isso, os governadores do PT, PSB e PCdoB no Nordeste estão realizando reformas da previdência com teor muito próximo do aprovado. Esse atraso na consciência de classe teve como consequência a baixa intensidade das lutas. Não foi possível romper com a cooptação e o imobilismo das centrais após os 13 anos de atrelamento aos governos de conciliação de classes.
  • Entretanto, não se trata apenas de um problema de direção. O grande capital, mesmo com as disputas de suas frações, está unificado no objetivo de aprofundar as reformas, que buscam recuperar sua taxa de lucros.
  • O fato é que a sequência de golpe e derrota eleitoral de 2018, as recentes derrotas do movimento sindical e popular e o desânimo de muitos diante dos ataques desferidos criaram um caldo que mistura imobilismo, dispersão e fragmentação. As derrotas acumuladas nos últimos três anos impõem uma baixa na disposição de luta.
  • Entretanto, deixar de lutar não é uma opção. Existem janelas abertas na conjuntura e a tendência principal é que a população cada vez mais perca suas ilusões com a farsa que é o governo Bolsonaro/Mourão. Por mais que a organização da classe trabalhadora e de setores oprimidos se mostre insuficiente, as organizações populares e os partidos considerados “de esquerda” não podem adotar postura passiva diante da conjuntura. As consequências da agenda em curso são muito severas para não combatermos incansavelmente o governo.
  • Esperar a conclusão do mandato de Bolsonaro, deixando-o “sangrar em praça pública”, como pretendem Lula da Silva e o PT, é uma aposta equivocada. Até as próximas eleições presidenciais pode não haver mais direitos da classe trabalhadora a defender.
  • A forma de superar o desalento político e a baixa mobilização, dispersão e fragmentação das lutas de resistência é a construção de novas alternativas para a classe trabalhadora. Apegada aos erros e lideranças do passado e fragmentada não será possível para a classe trabalhadora superar o quadro atual.
  • O PSOL deve ser muito mais altivo na contrução e organização da resistência. Sem projeto alternativo, as organizações de esquerda se fragmentam mais ainda, mesmo nesta conjuntura que requer de nós mais esforço para superar divergências. Neste momento, o PSOL deve atuar para criar condições de unificação entre a CSP-Conlutas e a Intersindical-Central da Classe Trabalhadora. O Fórum Sindical, Popular e da Juventude pode ser um espaço dessa construção, contribuindo para abrir novas perspectivas de organização. Devemos, portanto, consolidar e ampliar nossa atuação nesse espaço. O centro é o combate às políticas do governo, mas sem deixar de marcar posição com o PT e o “lulismo” em geral.
  • As mulheres e a juventude têm apontado caminhos de organização na luta contra os retrocessos do governo e devem servir de inspiração para reagirmos à ofensiva do capital, ultraconservadora e ultraneoliberal. Nesse sentido, o grande desafio daqueles que não se abateram ou sucumbiram à institucionalidade e aos acordos de gabinete é fortalecer a resistência e a luta em defesa dos direitos sociais, da soberania nacional e das conquistas democráticas. É preciso, nesse sentido, nos referenciarmos nas mais diversas experiências de lutas ocorridas desde 2013, dentre elas as ocupações das escolas.

 

Fora Bolsonaro/Mourão! Ocupar as ruas para defender os direitos do povo, a soberania nacional e as liberdades democráticas

  • Nesse cenário, é fundamental que o PSOL e as organizações populares tomem as iniciativas necessárias para constituir um amplo movimento de massas pelo Fora Bolsonaro/Mourão! Ocupar as ruas para defender os direitos do povo, a soberania nacional e as liberdades democráticas.
  • Essa bandeira deve ser levantada para ampliar o desgaste do governo junto ao povo, em paralelo a apresentação de uma alternativa democrática e popular (anti-imperialista, anti-monoplista, anti-latifundiária, ecossocialista, democrática-radical e contra todas as opressões). As organizações democráticas, populares e socialistas devem acumular forças para derrotar o governo Bolsonaro/Mourão e bloquear as reformas no Congresso Nacional. A correlação de forças necessária para tal tarefa ainda não está dada, mas não avançaremos em sua construção se alimentarmos ilusões em esperar as eleições de 2020 e 2022.
  • A luta deve ser também para evitar alternativas gestadas no interior do próprio bloco de poder, como Mourão. É preciso também afirmar para o povo a enorme responsabilidade do Congresso Nacional e os principais partidos de direita na destruição dos direitos sociais. As reformas regressivas têm ocorrido a partir de articulações envolvendo o PSDB e o DEM de Rodrigo Maia, além dos esquemas tradicionais de cooptação do governo.
  • Ao levantarmos a bandeira do Fora Bolsonaro/Mourão devemos ter claro que a única alternativa para um novo governo e congresso são eleições gerais. Não podemos, apesar da unidade de ação que se faz necessária, nos subordinarmos à tática de esperar 2022 para tentar eleger Lula – mesmo considerando que sua libertação é uma vitória democrática – ou alguma alternativa do mesmo campo. Em 2022 o estrago estará feito e poderemos ter uma correlação de forças mais desfavorável se a resistência popular não reconquistar o terreno perdido.

 

O papel do PSOL na defesa das conquistas democráticas e sociais do povo

  • A tarefa de defender as conquistas sociais e democráticas de nosso povo não pode ser desligada da construção, na luta, de um programa democrático e popular, sob a hegemonia dos trabalhadores e rumo ao socialismo. Um programa anti-monopolista, anti-imperialista, anti-latifundiário, democrático radical, ecossocialista e contra todas as opressões.
  • Diante de um governo que aprofunda a escalada autoritária, o PSOL deve se fortalecer e ter papel altivo na conjuntura. A direção e a militância do partido devem engajar-se nas lutas. Cabe, portanto, a conformação de iniciativas mais amplas do que o espectro da esquerda socialista, sem que isso signifique a diluição política do partido.
  • A escalada autoritária que vem se desenvolvendo no Brasil, apesar de alguns contrapesos, continuará. Ela se utilizará do arcabouço jurídico e coercitivo do estado classista existente historicamente, passando pela Constituição de 88 e reforçado nos governos Lula, Dilma e Temer, e de novos instrumentos a serem criados.
  • As ameaças neofascistas do clã Bolsonaro não são só propaganda. São objetivos sinalizados caso o quadro caminhe para intensificação das lutas sociais e se coloque como necessário, para preservar os interesses da burocracia estatal e do grande capital e ampliar a repressão aos movimentos sociais e à esquerda.
  • Não podemos descartar a conformação de uma nova engrenagem autoritária que pode, inclusive, desembocar numa ditadura explícita. O PSOL, junto aos movimentos sociais e outras organizações populares, deve enfrentar essa situação com iniciativas de defesa das liberdades democráticas. Isso passa pelo combate ao revisionismo histórico que relativiza o nefasto papel da Ditadura Militar no país. Por outro lado, as arbitrariedades da extrema-direita, do MP, da Justiça e das forças policiais devem ser denunciadas. O fechamento de regimes liberais-democráticos é um processo acumulativo que pode ser usado pelo grande capital.
  • O PSOL, junto às forças democráticas, populares e de esquerda, deve engajar-se em ações unitárias em defesa das conquistas democráticas do povo. Os ataques aos direitos sociais estão entrelaçados com maior autoritarismo visando conter lutas sociais que podem se desenvolver. As lutas democráticas e por direitos sociais devem se desenvolver concomitantemente.
  • Carecemos de uma alternativa de esquerda antissistema com base de massas. O próprio PSOL, a Frente Povo Sem Medo (FPSM) e, mais recentemente, o Fórum Sindical, Popular e da Juventude não se constituíram como forças contra-hegemônicas para a maioria do povo. A fragmentação das organizações populares combativas ainda é predominante. Superar esse quadro é um desafio estratégico para o conjunto da esquerda. E isso não pode ser feito a reboque do PT e de Lula da Silva.
  • Do ponto de vista tático, o centro da ação do partido deve estar nas ruas, igrejas, escolas, espaços culturais, quilombos e territórios indígenas, empresas, nas cidades e nos campos, organizando desde baixo a Resistência Popular, de modo amplo, radical e conectado com nosso povo. Será uma resistência classista, em defesa dos direitos do povo trabalhador, dos interesses nacionais, das liberdades democráticas, do meio ambiente, e contra o aprofundamento das opressões. Devemos construir a resistência com os movimentos, aliados, simpatizantes e todas e todos militantes dos setores populares. O PSOL deve também constituir-se como alternativa independente na institucionalidade estatal, mantendo firme oposição às medidas regressivas e autoritárias do governo e do Congresso Nacional.

 

O PSOL e as eleições de 2020

  • A tática eleitoral do PSOL deve ter quatro objetivos: fortalecer a oposição ao governo Bolsonaro, contribuindo para derrotar suas candidaturas; se constituir como importante setor de oposição ao governo Bolsonaro, preservando sua independência política; ampliar sua bancada de vereadores e apresentar candidaturas próprias em todas as cidades onde o partido tiver funcionamento mínimo com um programa democrático e popular (anti-monopolista, anti-latifundiário, anti-imperialista, ecossocialista, democrático-radical e contra todas as opressões) sintonizado com as realidades locais.
  • Devemos excluir qualquer possibilidade de coligação com partidos da direita tradicional. Em relação aos partidos que, em geral, são apontados no Brasil como de “centro”, casos do PDT, PSB, Rede e PV, não deve haver apoios no primeiro turno. Embora haja pontuais contradições entre setores de base com a política geral desses partidos, trata-se de uma situação muito residual que não justifica hoje uma política de apoio a esses partidos no primeiro turno. Qualquer exceção a essa regra deve ter critérios políticos e programáticos claros e ser avaliada pela Executiva Nacional do partido.
  • As alianças eleitorais do PSOL devem ocorrer no campo de independência de classe, sendo, portanto, prioritariamente com PSTU, PCB, UP e movimentos sociais combativos.
  • A possibilidade de realização de unidade eleitoral mais ampla do que essa deve ser restrita aos partidos com base na classe trabalhadora e setores populares, casos do PT e PC do B. Porém, mesmo com estes partidos, os critérios devem ser programáticos e as coligações só serão aceitas se não incluir nenhum outro partido da direita orgânica (base ou não do Governo Bolsonaro).
  • O PSOL não se coligará com o PT e o PC do B onde estes dirigirem ou compuserem governos estaduais. Já é de amplo conhecimento que esses partidos têm realizado governos estaduais que não fogem dos marcos do social-liberalismo da experiência no governo federal por 13 anos. No Nordeste esses partidos têm feito reformas da previdência similares à realizada na esfera federal. Em alguns casos, especialmente na Bahia e no Ceará, chegam a ter posições próximas do bolsonarismo em questões de segurança pública, por exemplo.
  • A perspectiva excepcional de alianças com o PT e PCdoB deve ser pautada em acordos programáticos e onde houver condições conjunturais, sem que isso signifique reduzir nossa prioridade na construção do PSOL enquanto polo organizador de uma alternativa para enfrentar os ataques do grande capital e impulsionar uma saída da crise pela esquerda. As condições para a unidade eleitoral são mais restritas do que para a unidade nas lutas.
  • Uma questão que deve orientar as decisões do PSOL nesse terreno é o fato de que o PT, embora seja ainda influente nos setores populares, já acumula muito desgaste nesses setores. Além disso, pela história do PT nos governos, e pelo que o PT e PCdoB defendem hoje, o PSOL tem a tarefa histórica de lutar por superar o PT para se estabelecer como o principal partido da chamada “esquerda” brasileira. Ter uma postura independente, o que significa muitas vezes enfrentar também o PT no plano eleitoral, é parte do esforço nessa direção.
  • Outra questão que deve ser levada em conta é que não haverá coligações proporcionais em 2020 – e não ter um (a) candidato/a a prefeito/a tende a prejudicar a votação proporcional. Ainda mais importante do que isso, nas grandes cidades e nas cidades médias haverá segundo turno, e uma disputa no primeiro turno não impede apoio crítico no segundo turno.

 

É preciso democratizar o PSOL

  • Somos muito críticos ao funcionamento precário do partido. Esse funcionamento é baseado na filiação massiva sem critérios; em congressos despolitizados; em estruturas de direção cupulistas; no precário funcionamento dos setoriais e instâncias de base; na ausência de formação política para os filiados, etc.
  • Para enfrentarmos os desafios da conjuntura é fundamental que o partido tenha uma estrutura melhor de debates e participação dos seus filiados que não se resumam aos caóticos congressos. Nesse sentido, defendemos mudanças para democratizar o partido e para dar maior regularidade ao funcionamento das suas instâncias.
  • Atualmente o partido não tem regra nitida para a eleição de direções municipais, o que permite que direções estaduais, que muitas vezes agem de forma cupulista, componham, mudem ou destituam direções municipais ao seu bel prazer. O VII CNPSOL deve analisar uma nova proposta de tiragem de delegados para os congressos nacionais e ter critérios de funcionamento regular do PSOL nos municípios.
  • O fundamental é ter um partido mais estruturado e com espaços de debate e convivência, preparando-se e desenvolvendo ações para a luta social. Qualquer “reorganização da esquerda” hoje passa por mudanças no partido que mais acumulou para ser protagonista desse processo.

Assinam esta tese:

ALAGOAS

  1. Cícero Ferreira de Albuquerque, PSOL Atalaia.

 

AMAPÁ

  1. Cristiane do Socorro Monteiro Barbosa, professora e sindicalista, PSOL Amapá.

 

AMAZONAS

  1. Ana Jéssica Martins de Medeiros
  2. André Martins de Medeiros, estudante
  3. Annita Berenice Soares Brito Lima, estudante
  4. Arqleydsson de Lima Pinheiro, Pres. do DM PSOL Parintins Florestal
  5. Carlos Augusto dos Santos, professor
  6. Ediane Pinto da Silva, doméstica
  7. Edine Silva Luz, profissional autônoma.
  8. Erickson Moraes de Medeiros, Membro do Diretório Estadual
  9. Everton Mari Alves Auzier, estudante
  10. Francisco Araújo de Vasconcelos Filho, estudante e Sec. de Organização
  11. Gerson Gonçalves de Medeiros, Sec. Geral PSOL Manaus
  12. Hélio Bosco da Silva Feitosa, mecânico
  13. João Maciel da Silva, Pres. do DM PSOL Iranduba
  14. José Bertino Filho, professor
  15. Luciene Carvalho dos Santos, Sec. de Finanças do PSOL Humaitá
  16. Luiz Carlos Sena, setor Administrativo
  17. Marx de Jesus Costa Lacerda, estudante
  18. Mauri Maurilio dos Santos, Sec. do PSOL Humaitá.
  19. Maurílio Benedito dos Santos, Pres. do DM  PSOL Humaitá.
  20. Péricles Moraes Balbi, área de Segurança
  21. Raimundo Nonato Pereira da Silva, professor
  22. Rocicléia Soares Brito, doméstica
  23. Rodrigo de Souza Rocha, professor
  24. Rui Brito da Silva Lima, professor
  25. Stephanie da Costa Lopes

 

BAHIA

  1. Adair Silva Machado, Direção municipal do PSOL Seabra.
  2. Adeilda dos Santos Souza, PSOL Candeias e Movimento Docente
  3. Ademir Silva – Economista, PSOL Poções
  4. Admilson Bispo dos Santos, PSOL Salvador
  5. Ailson Ramos Fonsêca, Militante PSOL Ilhéus
  6. Alan Cordeiro de Jesus, PSOL Santo Amaro
  7. Alessandra Santos Almeida, PSOL Salvador e Conselho Federal de Psicologia
  8. Alex Andrade Santos, liderança quilombola, PSOL Lauro de Freitas.
  9. Alexsandro De Santana Costa, PSOL Santo Amaro
  10. Alice Bastos dos Santos, PSOL de Barra do Mendes.
  11. Alisson Cerqueira de Sousa, PSOL Feira de Santana
  12. Alisson Lima, PSOL Salvador, Núcleo Marielle Vive e direção do SINASEFE IFBA.
  13. Alyne Roberta Neves Costa – Analista Judiciária do TJ BA
  14. Ana Cleide Batista Santos – Secretária Geral do PSOL de Cardeal Da Silva
  15. Ana Lucia Silva – PSOL de Lauro de Freitas e Movimento Quilombola
  16. Ana Maria Batista de Araújo – Militante PSOL Ilhéus
  17. Ana Maria Pereira da Silva – Diretora de Escola, PSOL Cardeal da Silva
  18. Ana Vaneska Almeida – PSOL de Salvador, Movimento de Cultura
  19. Anderson Silva – Salvador; PSOL Salvador e Coletivo Educar na Luta;
  20. André Da Silva Marques – PSOL de Santo Amaro
  21. André Machado, Bacharel em Direito, PSOL Salvador
  22. Andrei Lima de Argolo, PSOL Cardeal Da Silva
  23. Angélica Santos Viana, PSOL Cardeal da Silva
  24. Antonilza dos Santos, PSOL de Lauro de Freitas
  25. Antônio Carlos Cardoso Dos Santos, PSOL de Camaçari
  26. Antônio Claudio Pires – PSOL Salvador, ASSUFBA
  27. Antônio Fernando Góes Santos Júnior, militante do setor de educação, PSOL Teixeira de Freitas.
  28. Antônio Francisco Rodrigues de Freitas, Direção Municipal do PSOL de Barra do Mendes
  29. Antônio Francisco Rodrigues de Freitas, presidente Municipal do PSOL de Barra do Mendes
  30. Antônio Jorge Fonseca Sanches de Almeida, PSOL Salvador, cientista político.
  31. Antônio Maurício Brito, PSOL Salvador e Movimento Docente
  32. Antônio Roberto Santos, PSOL de Vitoria da Conquista e movimento sindical.
  33. Aristóteles Lima Santana, PSOL Paulo Afonso e Professor;
  34. Ayglê Portela – PSOL Salvador e Diretora do Departamento Jurídico SINTTEL;
  35. Bárbara Maria Martins da Silva, MSTB e PSOL Salvador.
  36. Beatriz Beirão Correia, liderança quilombola, PSOL Lauro de Freitas
  37. Beatriz Cardoso Castor, PSOL Salvador
  38. Belaniza Acioly Varges, Direção do PSOL de Cândido Sales.
  39. Bruno Tito, PSOL Salvador e Coordenador do Núcleo Baiano da Auditoria Cidadã da Dívida.
  40. Bruno Vilas Boas, PSOL Salvador.
  41. Camila Almeida Nascimento, PSOL Salvador
  42. Carlão de Oliveira, PSOL Salvador e Jornalista.
  43. Carlos Alberto Patrocínio Junior, PSOL Salvador e Movimento Sindical
  44. Carlos José Ribeiro Bastos Júnior (China), PSOL Salvador;
  45. Caroline de Araújo Lima, Porto Seguro, Direção ANDES NE III;
  46. Cecília Dasdores de Souza Silva, PSOL Salvador, Marcha do Empoderamento Crespo e Coordenação do Mandato da Resistência
  47. Celiston Dos Santos, PSOL Santo Amaro
  48. Cíntia Lima, PSOL de Eunápolis, militante feminista e do movimento estudantil da UNEB
  49. Cléo Emídio, PSOL Feira de Santana e Movimento Docente
  50. Creuza Santana Almeida, PSOL Salvador
  51. Crislane Conceição de Souza, PSOL Salvador e Conselheira Tutelar;
  52. Daiana Alves Ribeiro Pereira, PSOL Salvador, Professora;
  53. Danilo Pereira dos Santos, PSOL de Salvador e assessor parlamentar.
  54. Davi Mendes Leite, PSOL Feira de Santana e Juventude
  55. Delaine Silva Santos – Militante PSOL Ilhéus
  56. Denilson Campos Neves, PSOL Salvador, Dirigente da UNIPOL Bahia, Investigador de Polícia, PCBA, Policial Antifascismo
  57. Denise Andrade, PSOL Salvador, SINDJUFE e Núcleo Auditoria Cidadã da Dívida
  58. Denise Neves de Jesus, liderança quilombola, PSOL Lauro de Freitas.
  59. Denise Souza, PSOL Salvador e Movimento de Educação
  60. Deranilton de Jesus Nunes, liderança quilombola, PSOL Lauro de Freitas
  61. Diego Cordeiro De Jesus, PSOL Santo Amaro
  62. Diego de Brito Lima, PSOL Feira de Santana e Movimento de Educação
  63. Diego Donato Soares de Assis, advogado, PSOL Salvador
  64. Diego dos Santos da Cruz, Direção Municipal do PSOL Barreiras
  65. Dilma Oliveira Garrido Alvarez, liderança quilombola, PSOL Lauro de Freitas.
  66. Djalma Araújo dos Santos, PSOL Candeias e Movimento Popular
  67. Doralice Silva Santos – Militante PSOL Ilhéus
  68. Ébano Francisco Souza França, PSOL Santo Amaro – Juventude
  69. Edemir Ferreira dos Santos, Salvador e Movimento de Educação
  70. Eder Santos Moraes – Militante PSOL Ilhéus
  71. Edevard Júnior, PSOL de Porto Seguro, professor da rede municipal
  72. Ediane Lopes de Santana, PSOL Coité, Direção Executiva da ADUNEB e Movimento Feminista
  73. Edlene Alves Santos, MSTB, PSOL Salvador
  74. Edleuza Santos Costa, MSTB, PSOL Salvador
  75. Edmundo Conceição Do Nascimento, PSOL Cardeal Da Silva
  76. Ednaldo dos Santos Macedo, Movimento em Defesa do SUS
  77. Ednei Santa Pereira, PSOL Salvador, servidor da UFBA.
  78. Edneusa Alencar dos Santos Santana, PSOL Salvador
  79. Edvan Silva, PSOL Candeias
  80. Elane Andrade Correia Lima, Movimento de Cultura e Educação;
  81. Eli Moreira de Assis, PSOL Salvador e estudante Geografia UFBA;
  82. Eliana Moreira de Assis, PSOL Salvador e Estudante de Pedagogia UFBA
  83. Elivanete da Silva Macêdo, PSOL Salvador e Coletivo Educar na Luta
  84. Eliza Silva Braz, professora, estudante da UFBA , PSOL Camaçari .
  85. Eliziário Andrade, PSOL Salvador e Movimento de Educação
  86. Emanoel Tadeu de Oliveira Dias, PSOL Salvador e Coletivo Educar na Luta
  87. Emerson Antônio Rocha Melo de Lucena – Militante do PSOL Ilhéus
  88. Euvaldo Cotinguiba Gomes, Direção municipal do PSOL de Vitória da Conquista.
  89. Fabiano Brito dos Santos, PSOL Salvador e SINASEFE – IFBA;
  90. Fábio Ferreira Silva, PSOL Salvador e do Coletivo Educar na Luta
  91. Fernanda de Castro Barbosa, PSOL Porto Seguro
  92. Fernando Góes Santos Júnior, PSOL Coité, militante da Educação;
  93. Fernando Monteiro, Presidente Municipal do PSOL de Seabra e Movimento de Educação
  94. Fidelis Souza, movimento sindical, PSOL Salvador
  95. Florisvaldo Silva de Araújo Junior, PSOL Salvador, Professor e Coletivo Educar na Luta
  96. Francisco Maia do Valle, PSOL Salvador e Especialista em Gestão Esportiva;
  97. Francisco Torres Cancela, PSOL de Porto Seguro e ADUNEB
  98. Gabriela Correia Camelo, liderança quilombola, PSOL Lauro de Freitas.
  99. Genivaldo Pereira Santos, Ativista Social – PSOL Cardeal da Silva
  100. Gerson de Jesus Silva, PSOL Salvador e Assessoria do Mandato da Resistência
  101. Gesner Braga, movimento sindical, PSOL Salvador
  102. Gildete Araújo de Melo, liderança quilombola, PSOL Lauro de Freitas.
  103. Gilmar Edson Souza dos Reis – Dirigente PSOL Uruçuca
  104. Gilson Batista dos Santos, Movimento Consciência Negra Todo Dia, PSOL Poções
  105. Gilson Batista dos Santos, PSOL de Poções e Movimento Negro
  106. Ginaldo Gonçalves Faria Filho, PSOL Feira de Santana
  107. Girleide Cintra Coelho, PSOL Salvador
  108. Giselia Araújo de Melo, liderança quilombola, PSOL Lauro de Freitas.
  109. Gissilene Cordeiro dos Rei, direção do PSOL Santo Amaro
  110. Givaldo Santos Silva, PSOL Salvador
  111. Hamilton Assis, CSP Conlutase Movimento Negro
  112. Heleni Duarte Dantas de Ávila, PSOL Salvador, Assistente Social e Prof. UFRB.
  113. Heve Estrela, movimento sindical, PSOL Salvador.
  114. Hilton Coelho, Deputado Estadual, Mandato da Resistência
  115. Iacy Maia Mata, PSOL Salvador, Movimento Negro e Docente
  116. Igor de Oliveira Silva, Diretório Municipal do PSOL de Camaçari e Movimento Popular
  117. Iremar Barbosa de Araújo, sindicato da Educação de Correntina, vice Presidente do PSOL de Correntina.
  118. Isolda Gumes, Diretório Municipal e Núcleo de Mulheres PSOL Feira de Santana
  119. Israel Sousa Araujo, PSOL de Barra do Mendes.
  120. Jaci Araújo de Melo, liderança quilombola, PSOL Lauro de Freitas.
  121. Jailton dos Santos, dirigente sindical e PSOL Camaçari.
  122. Jair dos Santos Silva, PSOL Salvador
  123. Jaira dos Santos, PSOL Salvador
  124. Jamile Silva Silveira, PSOL Feira de Santana
  125. Jefferson Silva Santos – Militante PSOL Ilhéus
  126. Jennifer Lingerfelt de Araújo Carneiro, PSOL Salvador.
  127. Jeremias Ribeiro, PSOL Porto Seguro
  128. Jhonatas Monteiro, direção do PSOL Feira de Santana e Movimento Docente
  129. João Antônio Brito Porto, PSOL Vitória da Conquista e Movimento Estudantil
  130. João Batista dos Santos, Salvador; Movimento popular
  131. João Gabriel Alves da Silva, PSOL Salvador e Movimento Docente
  132. João Marcelo Rocha, professor, PSOL Candeias.
  133. João Paulo Fraga Diniz Guerra, PSOL Salvador e Professor.
  134. Jocicleide de Jesus Nunes, liderança quilombola, PSOL Lauro de Freitas.
  135. Jocilene Alves Dos Santos, MSTB, PSOL Salvador
  136. Jones da Cruz – Militante PSOL Ilhéus
  137. Jorge Almeida, PSOL Salvador, professor.
  138. Jorge da Cruz Vieira, movimento negro, representante estadual do Sindicato dos Servidores Públicos da Defensoria Pública da União;
  139. Jorge Luiz Santos – Presidente do PSOL Ilhéus
  140. Jorge Luiz Santos, Presidente Municipal do PSOL de Ilhéus, ex-candidato a prefeito e militante em defesa da saúde pública
  141. Jorge Mauricio Alves dos Santos – Militante PSOL Ilhéus
  142. Josadabes Souza Lemos – Militante PSOL Ilhéus
  143. José Amilton do Nascimento Reis, PSOL Salvador
  144. José Caetano de Jesus Filho, PSOL Feira de Santana, professor
  145. Jose Carlos Correia da Silva, PSOL Cardeal da Silva
  146. Jose Carlos dos santos, Agricultor, PSOL Cardeal da Silva
  147. José Cosme Nascimento de Jesus dos Reis – Militante PSOL Ilhéus
  148. José Raimundo do Nascimento Reis, PSOL Salvador
  149. José Roberto Gomes Bittencourt, PSOL de Nova Soure.
  150. Josemar da Silva Nunes, presidente do PSOL Candeias.
  151. Juarez Pereira de Melo, líder comunitário, PSOL Salvador
  152. Jucilene Teles dos Santos, PSOL de Salvador.
  153. Juliana Guimarães Rosa, PSOL Porto Seguro ( Arraial D’ajuda) e Setorial Estadual de Mulheres
  154. Junior Silva, PSOL Candeias
  155. Jutai Silva Santos, ONG ambiental, PSOL Salvador
  156. Karina Maria Machado Matos, PSOL Salvador
  157. Kátia Rocha Almeida, Direção Municipal do PSOL Poções
  158. Kleber Araújo Dos Santos Abreu, MSTB, PSOL Salvador
  159. Kyrlian Lima, PSOL Feira de Santana e Movimento Estudantil
  160. Lara Nunes Silva, mulher, negra e artista, poeta, cantora, compositora, professora, militante antirracista , PSOL Dias D’Ávila – BA,
  161. Laudinei Silva – Militante PSOL Ilhéus
  162. Lívia Lingerfelt Araújo de Azevedo, PSOL Salvador
  163. Lucas Araújo Lopes, PSOL Coité.
  164. Lucas Santos Aguiar , PSOL Valença e Movimento de Educação
  165. Lucas Soares dos Santos, PSOL Salvador
  166. Lucia Helena de Almeida, PSOL Salvador e Diretora do Sindados/Ba
  167. Luciane Cândida de Oliveira Pereira, Coletivo Marielle Franco do PSOL Poções.
  168. Luciano Reis Santos, PSOL Salvador
  169. Luciene Santos dos Santos, Professora, PSOL Cardeal Da Silva
  170. Luís Flávio Reis Godinho, PSOL Salvador e Movimento Sindical
  171. Luis Rodolfo de Brito Gomes, professor, PSOL Santo Amaro
  172. Luiz Augusto Honorino, Investigador PCBA – Policial Antifascismo;
  173. Luiz Cezar Miranda, Presidente Municipal do PSOL de Candeias e Movimento Popular e Sindical
  174. Luma Pereira, PSOL de Porto Seguro
  175. Maidê da Silva Sales, Movimento Pajeú, PSOL Salvador
  176. Manoel dos Santos Reis – Militante PSOL Ilhéus
  177. Manoel Fernandes dos Santos Filho – Militante PSOL Ilhéus
  178. Manoel Messias de Souza Oliveira – Dirigente do PSOL Ilhéus
  179. Marcela Prest, Doula, Juventude e Núcleo de Mulheres PSOL de Feira de Santana
  180. Marciel Viana, Direção Municipal do PSOL Barreiras e Setorial Ecossocialista
  181. Marcos Antonio Pinto, movimento sindical, PSOL Salvador
  182. Marcos Musse, PSOL Salvador, Assessoria Mandato da Resistência, Fotógrafo e Juventude
  183. Marcos Vinicius Silva Santos, direção do PSOL de Dias D’Avila.
  184. Margarette Santana Souza, PSOL Salvador
  185. Maria Aparecida Guimarães, PSOL Vitoria da Conquista.
  186. Maria da Conceição Santos Almeida; PSOL Salvador; MSTB
  187. Maria Joseane Santos da Silva, liderança quilombola e PSOL Lauro de Freitas
  188. Maria Junaia dos Santos, PSOL Cardeal da Silva
  189. Maria Salvadora Gomes dos Santos, MSTB, PSOL Salvador
  190. Marília Silva Machado, Sindicato dos/as Psicólogos/as da Bahia, PSOL Barreiras.
  191. Maristela de Souza Lima, PSOL Cardeal da Silva
  192. Marivaldo Cerqueira, PSOL Salvador e Coletivo Educar na Luta
  193. Marivanildo Santos Pereira, PSOL Salvador
  194. Mauricio Santos Oliveira – Dirigente PSOL Ibirapitanga
  195. Mauricio Sousa Matos, Professor, PSOL de Vitória da Conquista
  196. Meire Reis, Executiva Municipal do PSOL Salvador e Setorial Estadual de Mulheres do PSOL
  197. Miguel Clarindo Araújo, liderança Quilombola, PSOL Poções
  198. Miralva Alves Nascimento, PSOL Salvador e Coordenação Estadual do Movimento Sem Teto da Bahia (MSTB)
  199. Misael Da Silva Amaral, Movimento Cultural, PSOL Dias D’Àvila
  200. Misael Souza, PSOL Salvador, Bombeiro Militar e Policial Antifascimo
  201. Monique Maria Silva da Cruz Borges, Tesourei do PSOL de Santo Amaro Movimento De Mulheres Negras
  202. Nadjane Cristina Silva dos Santos, Coletivo Incomode, MSTB, PSOL Salvador
  203. Naildes Neves de Jesus Sá, liderança quilombola e PSOL Lauro de Freitas
  204. Nédson Gomes dos Santos, instrutor de capoeira, PSOL Salvador
  205. Nelian Cruz Goldiman – Militante PSOL Ilhéus
  206. Nelson Santana, PSOL Salvador, Coletivo NÓS, Movimento Popular
  207. Nilton Cesar dos Santos, Presidente do PSOL Camaçari, Movimento Popular
  208. Nilton de Araújo Batista Carvalho – Militante PSOL Ilhéus
  209. Nivaldo Ferreira (Mapele), PSOL Salvador e Movimento Popular
  210. Orlando Helber, PSOL Salvador e Direção SINTTEL – BA
  211. Osliene Neves de Jesus Almeida, liderança quilombola e PSOL Lauro de Freitas
  212. Osvaldo Cordeiro Alves, Secretário Geral do PSOL de Camaçari e Juventude
  213. Osvaldo Gutemberg dos Santos – Militante PSOL Ilhéus
  214. Paola Dalva Mª José Mendonça Pinto dos Santos, PSOL Salvador e musicista.
  215. Patrícia Ferreira de Jesus – Militante PSOL Uruçuca
  216. Patrícia Gonçalves dos Santos, PSOL Salvador e Assessora Parlamentar;
  217. Paula Vielmo, Núcleo das Guerreiras do Batom Vermelho e PSOL Barreiras
  218. Paulo de Tarso Barreto dos Santos, PSOL Salvador.
  219. Paulo Moraes, PSOL Caravelas, Setorial Antiproibicionista
  220. Paulo Roberto Araújo dos Santos – Dirigente do PSOL Ilhéus
  221. Paulo Sérgio Ribeiro (Paulo Proposta), PSOL Lauro de Freitas e Movimento Popular
  222. Pedro Cardoso, PSOL Salvador e Coordenação Estadual MSTB
  223. Pedro Dórea, PSOL Feira de Santana
  224. Pedro Filipe Costa Pereira, PSOL de Porto Seguro
  225. Rafael Bomfim Souza, Pajeu e PSOL Camaçari
  226. Rafael Digal, Direção Estadual do PSOL Bahia
  227. Rafaela Dayane Cardoso de Souza, PSOL Camaçari e Pajeú.
  228. Rafaela Gonçalves Sousa, PSOL Feira de Santana
  229. Rafaele dos Santos Neves, Estudante PSOL Cardeal da Silva
  230. Raimundo Nonato Dantas – Militante PSOL Ilhéus
  231. Raíssa Caldas, Núcleo de Mulheres do PSOL Feira de Santana.
  232. Raíssa Martins, PSOL Ilhéus;
  233. Raphael Fontes Cloux, PSOL Salvador
  234. Raquel Alves da Silva Barreto, PSOL Salvador e Coordenadora Pedagógica da Rede Municipal de Ensino de Salvador.
  235. Reginaldo Conceição do Nascimento, PSOL Cardeal da Silva
  236. Renan Almeida Santos, PSOL Salvador
  237. Renan Souza Ribeiro, PSOL Porto Seguro
  238. Renata Goldiman dos Santos – Militante PSOL Ilhéus
  239. Ricardo Nascimento dos Reis, PSOL Salvador
  240. Rita de Cassia Ferreira dos Santos, Coordenadora Estadual do MSTB, PSOL Salvador.
  241. Robson Dos Santos, PSOL Cardeal da Silva
  242. Rodrigo Costa Araújo Souza (Juazeiro), PSOL Salvador e advogado com atuação na área sindical
  243. Rodrigo Souza Mendes, movimento sindical e PSOL Lauro de Freitas
  244. Rogério Ferreira Silva Lustosa – PSOL Salvador, Executiva nacional do PSOL e SinasefeIFBA
  245. Ronaldo Naziazeno, PSOL Salvador e Direção SinasefeIFBA
  246. Rosália dos Santos, Agricultora, PSOL Cardeal da Silva
  247. Rosimere Rodrigues Roma – Ex-candidata prefeita PSOL Ibirapitanga
  248. Salomão Alves Sampaio – Militante PSOL Ilhéus
  249. Sandro Augusto Silva Ferreira, PSOL Itabuna e movimento docente
  250. Sara Kely de Jesus Nunes, Movimento de Mulheres e PSOL Lauro de Freitas.
  251. Sônia Alves dos Reis, PSOL Salvador e Movimento Popular
  252. Sonia Maria de Jesus, PSOL Salvador
  253. Stela de Oliveira Santos, estudante, PSOL Cardeal da Silva
    Luciano Santos Silva, Direção Municipal do PSOL de Vitória da Conquista
  254. Suilane Gonçalves dos Santos – PSOL Salvador e Assessora Parlamentar;
  255. Tatiane Sacramento Pinheiro, PSOL Salvador e Professora de Historia, Educação Fundamental e Médio.
  256. Tiago Costa Gouveia, PSOL Salvador e Comunicólogo;
  257. Uarley dos Anjos Sousa, PSOL Barra do Mendes.
  258. Uheider Pires, PSOL Salvador, Psicólogo e do SINTTEL
  259. Valdir Almeida Santos, PSOL Salvador
  260. Valteon Barbosa Nascimento – Militante PSOL Ilhéus
  261. Vanessa Cristina Matos, PSOL Salvador e Coletivo Educar na Luta
  262. Virgílio Sena Nery, PSOL Salvador e Movimento Sindical e Popular
  263. Vitor Bemvindo Vieira. Salvador. Professor da UFBA.
  264. Vitor Ramos Castor Santos, PSOL Salvador
  265. Wagner Carlos Vieira de Carvalho, PSOL Salvador, Professor e Coletivo Educar na Luta;
  266. Wagner Moreira Campos, PSOL Salvador e Movimento Popular
  267. Wallace Silva dos Santos Coala, PSOL Feira de Santana e Movimento Popular
  268. Wendell Leão, Salvador; Educar na Luta;
  269. Yang Borges Chung, PSOL Lauro de Freitas, Professor IFBAIANO e Movimento Sindical SINASEFE Catu.
  270. Zilmar Alverita da Silva, PSOL Salvador, Núcleo Marielle Vive, assessora parlamentar
  271. Zivaneide Santos Lima, PSOL Vitória da Conquista

 

BRASÍLIA

  1. Carlos Mauro Valente Antunes – oposição Bancária, PSOL Brasília.

 

ESPÍRITO SANTO

  1. Adeilson Gomes dos Santos – Psol de Conceição da Barra
  2. Adenivaldo Fernandes dos Santos – Psol de Aracruz
  3. Adriana da Conceição Tesch, Santa Leopoldina
  4. Adriana Félix dos Santos- Psol de Linahres
  5. Adriana Lopes – Psol de Conceição da Barra
  6. Adriana Maria Gonçalves – Psol Colatina e SISPMC
  7. Agnaldo Mendes da Silva – Psol de Vitória
  8. Alba Aguiar- Psol de Vitória
  9. Alcendino Anderson dos Santos – Psol Vila Velha, Sindibancários
  10. Alda Moraes dos Santos Albano – Psol de Vitória
  11. Aldair Pinto Dias – Psol da Serra
  12. Alexandre Vieira Carniele – Psol Vila Velha
  13. Altamir José Luiz Gobbi – Psol Vila Velha
  14. Ana Rosa Kuster  – Psol Santa Maria de Jetibá
  15. Anderson Cardoso Rosa – Psol de Guarapari
  16. Anderson Valiatti Correia- Psol Cachoeiro de Itapemirim
  17. André Angelo Bellon – Psol de Venda Nova do Imigrante
  18. André Luiz Moreira  – presidente do Psol Estadual
  19. André Luiz Sabino – Psol Serra
  20. Andrea Alves Queiroz Bicalho-Psol Vila Velha
  21. Andréia Batista da Silva – Psol Colatina
  22. Andrezza Zangrande – Psol Vitória
  23. Angelita Rodrigues Pinheiro – Psol Conceição da Barra
  24. Angelita Rodrigues Pinheiro – Psol de Conceição da Barra
  25. Antônio Edson Batista Pereira – Psol de Vitória
  26. Antônio Elias Miranda Gomes Toni – Executiva do Psol Estadual
  27. Antônio Galavotte – Psol de Venda Nova do Imigrante
  28. Antônio Sérgio de Souza (Ceará) – Psol de Vitória
  29. Arilton Dias Coutinho – Psol de Vitória
  30. Arlene Nunes da Silva – Psol Pedro Canário
  31. Arthur Luiz da Costa – Psol de Cariacica
  32. Aylton Angelo de Almeida – Psol Colatina
  33. Bernardo Furlaneto Oakes Bragato de Oliveira – Psol de Vitória
  34. Brice Bragato – Secretária de Organização do Psol Estadual
  35. Bruna da Silva Amorim Bragato  -Psol de Venda Nova do Imigrante, Juventude Pajeú
  36. Bruna Moschem de Nadai – Psol de Vitória
  37. Caio Pereira Pinto Delpupo – Psol de Venda Nova do Imigrante.
  38. Camila de Roma Guimarães – Psol de Conceição da Barra
  39. Camila Rodrigues – Psol de Conceição da Barra
  40. Carlos Pereira de Araújo – Diretório Estadual do Psol, Sindibancários
  41. Carlos Renato Alvarenga Theodoro – Psol Muqui
  42. Carmem de Morais Saraiva – Psol da Serra
  43. Cláudia Cristina Félix dos Santos – Psol de Cachoeiro de Itapemirim
  44. Cláudia de Souza Malanchini – Psol de Colatina
  45. Cláudia Farias Gomes dos Santos – Psol de Vila Velha
  46. Cláudia Garcia de Carvalho – Psol Vitória, Sindibancários
  47. Cláudio Merçon Vieira – Psol Vitória, Sindibancários
  48. Cyro Eduardo Cabral Vargas
  49. Décio Alves de RezendePsol Colatina e SISPMC
  50. Denise Bertoldo Rocha – Psol Vila Velha
  51. Deyvid Leal de Souza – Psol de Cachoeiro de Itapemirim
  52. Diogo CaraloGrizott – Psol de Cachoeiro de Itapemirim
  53. Domingas de Jesus Alacrino dos Santos – Psol de Serra
  54. Duilio Henrique Kuster Cid – Psol de Vitória
  55. Edem Carlos Machado dos Santos- Psol de Conceição da Barra
  56. Edmar Santos de Souza – Psol de Vitória
  57. Edna Maria da Silva – Psol Muqui
  58. Edson Arantes Herps Vieira – Psol Colatina
  59. Eduard Págio Lucas – Psol Cariacica
  60. Eduardo Martins Lana- Psol de Vitória
  61. Eduardo Ribeiro Gomes – Psol de Muqui
  62. Edvania Santos de Jesus – Psol de Pedro Canário
  63. Elenice Pereira da Silva Lima – Psol de Vitória
  64. Eliane de Fatima InacioPsol Colatina e SISPMC
  65. ElicarlosBleno Correia Fonseca – Psol de Conceição da Barra.
  66. Eliene da Conceição – Psol de Colatina
  67. Eliete Brito da Silva – Psol de Vitória
  68. Elizabeth Pereira Gonçalves – Psol de Colatina
  69. Elizabeth Pereira Gonçalves – Psol de Colatina
  70. Elizeu Bersácola  de Assis Alves – Psol de Muqui, ativista ambiental.
  71. Emerson Chaves Pereira – Psol de Aracruz
  72. Emílio Gabriel – Psol de Colatina
  73. Ériton Bernardes Berçaco – Psol Muqui
  74. Ernandes Alves – Psol de Colatina
  75. Ester Lima Santos – Psol Vitória  e Juventude Pajeú
  76. Euclides dos Santos Guilherme – Psol de Conceição da Barra
  77. Evaldo Figueiredo Doria Junior-  Psol da Serra
  78. Evelson Sanche Muniz – Psol de Santa Maria de Jetibá
  79. Evelyn Flores Tavares – Psol Vitória, Sindibancários.
  80. Fabíola Santos Guimarães-Psol de Conceição da Barra
  81. Fabrício Passos Coelho – Psol Vitória, Sindibancários.
  82. Felipe Alves dos Santos – Psol de Vitória
  83. Fernando Moreira Dias – Psol da Serra
  84. Flávio Teixeira Neto – Psol de Vitória
  85. Francisco Braz Rocon – Psol de Santa Maria de Jetibá
  86. Geandro Acácio de Oliveira – Psol de Colatina
  87. Gerson Morais França – Psol Muqui
  88. Gilberto Alves da Cruz Filho, Psol de São Mateus
  89. Gleiciane Larissa da Silva – Psol de Colatina
  90. Guilherme de Souza Nascimento – Psol Cachoeiro de Itapemirim
  91. Hiuly Vicente Chiabai – Psol de Colatina
  92. Iclênes Alves – Psol de Conceição da Barra
  93. Idelmar Casagrande – Psol Cariacica, Sindibancários
  94. Igor Bellucio Santos, PSOL de Linhares.
  95. Iracélio Lomes Coelho – Psol Conceição da Barra, Sindibancários
  96. Irenilda da Penha Pereira da Silva – Psol de Colatina, SISPMC
  97. Irinéia Almeida – Psol de Vitória
  98. Isabel Cristina Torres Barreira – Psol de Vitória
  99. Israel David de Oliveira Fróis – Psol Vitória
  100. Ivaldo Rosa Albano – PSOL Vitória
  101. Izaias Bragança – Psol de Vitória
  102. Jacqueline Silva Porte – Psol Colatina
  103. Jadilson Bernabé Lugon Ramos – Psol de Colatina
  104. Jairo Silva – Psol de Cariacica
  105. Janine Vieira Teixeira – Psol Vitória
  106. Jaqueline Peixoto Duarte Costa – Psol da Serra
  107. Jaqueline Silva Prote – Psol de Colatina
  108. João Batista Gava Dassiê – Psol de Conceição do Castelo
  109. João Batista Silva Araújo – Psol de Venda Nova do Imigrante
  110. João Bosco Teixeira – Psol Linhares
  111. João Carlos Conopca – Psol Colatina
  112. João Paulo Gusmão Teixeira – Psol de Linhares
  113. Jocarly Duarte – Psol Vitória
  114. Joelma dos Santos Lopes – Psol Conceição da Barra
  115. Jonas Freire Santana – Psol Vitória, Sindibancários
  116. Jonathas Corrêa – Psol Vila Velha, Sindibancários
  117. Jordana da Silva Eleotério – Psol de Colatina
  118. José Ailto Vargas da Rosa – Psol Vila Velha
  119. José Amaral Fernandes Filho – Psol Guarapari e Dir. Estadual
  120. José Castelo Filho – Psol de Vitória
  121. José dos Santos(Zé Capoeira) – Psol Pedro Canário
  122. José Jorge Andrade – Psol de Vitória
  123. José Paulo Bastos Corrêa – Psol da Serra
  124. José Pinto de Souza – Psol de Linhares
  125. Joselita Marques – Psol de Vitória
  126. Josiane Aparecida Neves das Chagas – Psol de Santa Maria do Jetibá
  127. Josiane Arnholz – Psol de Santa Maria de Jetibá
  128. Josmar Duarte – Psol Serra
  129. Jucélio Aguiar da Silva – Psol de Conceição da Barra
  130. Julia Aparecida de Oliveira Stan Graziotti – Psol de Fundão
  131. Juliana Cruzio de Moura – Psol Colatina
  132. Juliana Duarte Costa – Psol da Serra
  133. Juliana Nunes Novaes – Psol de Linhares
  134. Júlio Cesar Passos – Psol Vitória
  135. Juscelino Alves dos Santos – Psol de Linhares
  136. Kamila da Silva Eleotério – Psol de Colatin
  137. Kátia Maria Eleotério Geremias – Psol de Colatina
  138. Kátia Tatiane Ramos de Oliveira – Psol de Vitória
  139. Kayo de Souza Kuster- Psol de Santa Maria de Jetibá
  140. Kayton de Souza Kuster- Psol de Santa Maria de Jetibá
  141. Kellen de Souza Lima – Psol de Santa Maria do Jetibá
  142. Kellen Fernandes Vapor – Psol de Cachoeiro de Itapemirim
  143. Kelly Lucas Silva  Kerley Herculano – Psol Linhares
  144. Kelton André Lopes da Cunha– Psol de Conceição da Barra
  145. Kenny de Souza KusterSthur – psol de Santa Maria do Jetibá
  146. Kerley Soares Herculano – Psol de Linhares
  147. Kessia Paula da Silva Nascimento – Psol de Colatina
  148. Laura Coutinho Fermo – Psol de Vitória
  149. Laureni Araújo França  – Psol Vitória
  150. Ledesmar José Wlager – Psol de Colatina
  151. Leonardo Cursino Teixeira – Psol Vila Velha, professor
  152. Letícia Moreira Bragato – Psol de Venda Nova do Imigrante
  153. Liana Haddad Monteiro de Castro – Psol de Muqui
  154. Lisangela Bonela dos Santos – Psol de Conceição da Barra
  155. Liudimila Ketryn Proximozer  – Psol Vila Velha
  156. Lucas Lacerda Prado – Psol de Conceição da Barra
  157. Lúcia Helena Costa – Psol Colatina
  158. Luciana Alacrino dos Santos – Psol da Serra
  159. Luciano Dias Costa – Psol da Serra
  160. Lucimar Cruzio de Moura – Psol de Colatina
  161. Lucimara de Almeida Souza Costa – Psol Serra
  162. Lucinéia Maria de Almeida – Psol de venda Nova do Imigrante
  163. LudimilaPecine dos Santos – Psol Cariacica e Sindijornalistas
  164. Luiz Antônio da Araújo Silva – Psol de Vitória
  165. Luiz Eduardo Falcão Correia – Psol de Colatina
  166. Luiz Guilherme Dutra de Oliveira- Psol de Vitória e Juventude Pajeú
  167. Luiza SpeltaRissoTanhago – Psol de Colatina
  168. Luziani Pelissari Nascimento – Psol Serra, escritora
  169. Macyelly Scardua – Psol de Vila Velha
  170. Manoel Isaque Dias Nogueira – Psol de Pedro Canário
  171. Marcela Almeida Brandão – Psol Vitória
  172. Marcelo da Costa Brandão – Psol Vitória
  173. Marcelo Giacomim – Psol Vila Velha, Sindibancários
  174. Marcelo Luiz Damascena Vieira – Psol de Colatina
  175. Márcio Antônio Barboza Souza – Psol de Vitória
  176. Marcionílio Mendes – Psol Vila Velha
  177. Marco Antônio Rodrigues de Oliveira
  178. Marcos Alves de Castro Junior –  Psol de Colatina
  179. Marcos Antônio Sacramento de Oliveira – os dois de Vitória.
  180. Marcos Antônio Sacramento de Oliveira – Psol de Vitória
  181. Marcos Antônio Vilas Boas Aguiar – Psol de Vitória
  182. Marcos dos Santos Lopes– Psol de Conceição da Barra
  183. Marcos Jordão Ferreira – Psol de Cachoeiro de Itapemirim
  184. Marcos Vinicius Cardoso Podestá – Psol de Vitória
  185. Margareth Marchesi Reis – Psol de Vitória
  186. Maria Aparecida Aguiar – Psol de Conceição da Barra
  187. Maria Auxiliadora Nascimento Gabriel – Psol Vitória
  188. Maria Beatriz Furtado de Araújo – Psol Muqui
  189. Maria Bernadete Vieira Martins- Psol de Vitória
  190. Maria das Graças Conceição de Souza – Psol de Linhares
  191. Maria de Lourdes da Silva Eleotério – Psol de Colatina
  192. Maria de Lourdes Lima – Psol de Venda Nova do Imigrante
  193. Maria do Carmo Oliveira CossiPsol Colatina e SISPMC
  194. Maria Geralda Araújo Adão Silva – Psol de Conceição da Barra
  195. Maria Moreira Bragato – Psol Venda Nova do Imigrante
  196. Maria Pereira dos Santos – Psol Serra, servidora federal aposentada.
  197. Mariana Candido Gabriel – Psol de Muqui
  198. Marília Cruzzio Avelino – Psol de Colatina
  199. Marília Moreira Bragato – Psol de Venda Nova do Imigrante
  200. Marina de Almeida Cardoso – Psol de VilaVelha
  201. Marlene Lúcia da Silva – Psol Colatina
  202. Marlene Lúcia da Silva – Psol de Colatina
  203. Mateus Bragato – Psol de Venda Nova do Imigrante
  204. Mayra Lopes do Rosário– Psol de Conceição da Barra
  205. Melidiane Fioroti Coelho –Psol de Santa Maria do Jetibá
  206. Messilva Lopes Fagundes– Psol de Conceição da Barra
  207. Micheline dos Santos SobrinhoPsol Colatina e SISPMC
  208. Milson Jonatas Borges Ribeiro – Psol de São Mateus
  209. Mirian Teixeira de Freitas – Psol Cachoeiro de Itapemirim
  210. Mônica Alves de Faria – Psol de Vila Velha
  211. Mônica Cristina Pais da Silva Garcia – PsolVila Velha, Sindibancários
  212. Mônica dos Santos Lopes– Psol de Conceição da Barra
  213. Natanael Candido – Psol de Colatina
  214. Naudma Xavier Batista – Psol de Conceição da Barra
  215. Nivaldo da Silva Junior- Psol de Conceição da Barra
  216. Osair Alves – Psol de Vitória
  217. Ozeias Mota Real- Psol de  Conceição do Castelo, Juventude Pajeú
  218. Paulina Maria Ramos Soares – Psol Colatina
  219. Paulo Roberto Soares Alves – Psol Vitória
  220. Pedro Igor de Souza dos Santos Dantas – Psol de Muqui
  221. Penha Aparecida Págio Lucas – Psol Cariacica
  222. Pietra Lima de Oliveira – Psol de Santa Maria do Jetibá
  223. Poliana Silva Viana – Psol de Colatina
  224. Rachel da Silva Ferreira – Psol de Colatina
  225. Rafael Alberto Cuquetto – Psol de Santa Tereza
  226. Rafael Págio Lucas – Psol Cariacica
  227. Rafael Saltori – Psol de Cachoeiro de Itapemirim
  228. Ranni Carla Alvarenga  – Psol Colatina
  229. Regina Célia dos santos Barreiros – Psol de Conceição da Barra
  230. Renan Bossóis Ribeiro – Psol de Muqui
  231. Renata Alves da Silva – Psol de Vitória
  232. Renata Ramos Soares Marquesine –Psol Colatina
  233. Ricardo Roberto Behr – Psol de Vitória
  234. Rita Aparecida Cruzio – Psol Colatina
  235. Rita de Cássia Moreira Jubine – Psol de Conceição do Castelo
  236. Rita de Cássia Santos Lima – Dir. est. Sindibancários
  237. Rodolfo  Fernandes do Carmo-Psol de Vitória
  238. Rodrigo Carvalho Santos Lima – Psol de Vitória
  239. Romário Cosme Eleotério – Psol de Colatina
  240. Romário Novaes Nogueira – Psol da Serra
  241. Romelho de Paulo Entringer Centreiro  – Psol de Venda Nova do Imigrante
  242. Ronaldo Feliciano – Psol Pedro Canário
  243. Ronaldo Oakes de Oliveira – Psol de Venda Nova do Imigrante
  244. Rondinelli Eleotério – Psol Colatina
  245. Rosalba Lima Coutinho –  Executiva Estadual
  246. Rosangela Brandão Rangel – Psol de Vila Velha
  247. Rosangela de Jesus Sena Ferraz – Psol de Vitória
  248. Rosilda Ribeiro – Psol de Conceição da Barra
  249. Rozilene Inácio – Psol Colatina
  250. Sandra Aparecida de Almeida – Psol de Venda Nova do Imigrante
  251. Sandra Mara Conceição de Souza  -Psol de Linhares
  252. Sandra Mara Nunes – Psol Linhares
  253. Sandra Marilza CruzzioPsol Colatina e SISPMC
  254. Sandro da Conceição Silva – Psol de Conceição da Barra
  255. Sandylea Gonçalves Roberts – Psol Serra
  256. Sara Líbina Cruzzio Nascimento-Psol Vitória, Juventude Pajeú.
  257. Sara Santos Souza – Psol de Vitória
  258. Sebastião de Almeida Santos – Psol de Cachoeiro de Itapemirim
  259. Sebastião de Almeida Santos (Agatha-nome social) – Psol de Cachoeiro de Itapemirim
  260. Sebastião Pedro das Chagas- Psol Santa Maria de Jetibá
  261. Sérgio Kauê de Oliveira de Souza – Psol de Vitória
  262. Sérgio Sevolo de Assis – Psol de Colatina
  263. Silvana Donna – Psol de Venda Nova do Imigrante
  264. Silvia Cristina Valério Belo – Psol de Vitória
  265. Simone Baía Pereira Gomes – Psol de Vitória, FISENGE.
  266. Simone Ferreira Angelo – Psol de Mimoso do Sul
  267. Sivaldo Gonçalves da Cruz – Psol de Aracruz
  268. Sofia Novais Lima – Psol de Vitória
  269. Sônia Cristina Alvarino Santos Souza – Psol de Vitória
  270. Stephanie de Oliveira dos Santos – Psol de Vitória
  271. Swami Bérgamo –  Psol Santa Maria de Jetibá
  272. Tamires Deodato Silvério- Psol de Aracruz
  273. Terezinha da Rocha de Oliveira – Psol Colatina
  274. Thalison Almeida da Silva, PSOL do Espírito Santo.
  275. Thayara Sobrinho Ramos- Psol de Colatina
  276. Thiago Baga – Psol de Venda Nova do Imigrante
  277. Thiago da Silva de Souza – Psol Serra
  278. Thiago Nascimento Guimarães – Psol de Cachoeiro de Itapemirim
  279. Thiara Sobrinho Reis – Psol de Colatina
  280. Tiago Dionísio Jorge –  Psol de Venda Nova do Imigrante
  281. Tonio Lucio Soares Filho – Psol Cariacica
  282. Ucerly Cardoso Ferreira – Psol Colatina
  283. Uelson José de Oliveira – Psol de Aracruz
  284. Valdenir Fagundes Ferraz – Psol de Vitória
  285. Valdirene Modolo – Psol de Venda Nova do Imigrante
  286. Vandelino da Silva – Psol Cariacica
  287. Vanderlei da Rocha Alves – Psol de Vila Velha
  288. Vanuza Alves de Oliveira Santos – Psol de Vila  Velha
  289. Vera do Socorro Farias Tavares – Psol Guarapari
  290. Vitor Carlos Gomes de Souza – Psol Colatina
  291. Vitor Carlos Gomes de Souza – Psol de Colatina
  292. Vitor do Nascimento Pizetta- Psol de Cachoeiro do Itapemirim
  293. Wagner Antônio Rangel – Psol Vila Velha
  294. Waldir Avancine Junior – Psol Colatina
  295. Wallas Douglas da Silva Alves – Psol de Conceição da Barra
  296. Wanessa Santos Santana – Psol de Linhares
  297. Wellington Pereira – Psol de Vitória – Sintufes
  298. William Berger – Psol de Viana
  299. Wilson Jesus Lucas Junior – Psol Cariacica
  300. Wlliann Alberto Rigo – Psol de Colatina
  301. Zuleide das Neves- Psol de Santa Maria do Jetibá

 

MARANHÃO

  1. Aline Maria dos Santos Pereira, PSOL São Luís
  2. Gabriel Victor Santos Leite, servidor público, PSOL São Luís
  3. JoseiltonMelonio Costa – Servidor Público (Professor), PSOL São Luís
  4. Márcia Lima (Assistente Social), Servidor Público, PSOL São Luís
  5. Raimundo Nonato Penha Soares, professor da rede pública, PSOL São Luís
  6. Suzani Damascena Nascimento, Servidora Pública (Professora), PSOL São Luís
  7. Vicemir Teixeira Mota Fontenelle Barros, Servidora Pública, PSOL São Luís

 

MATO GROSSO

  1. Luís Gabriel de Oliveira Albuquerque Nunes
  2. Vítor Paulo Santos de Souza

 

MATO GROSSO DO SUL

  1. Anísio Guilherme da Fonseca (Anísio Guató) – DM/PSOL Corumbá MS;
  2. Enio Ribeiro de Oliveira, presidente do Diretório municipal de Dourados(MS)
  3. Kelly Cristina Alves Massuda Artero, Dourados MS
  4. Rosa Maria da Silva (Rosinha) – Corumbá – MS
  5. Tiago Tristão Artero – Dourados MS

 

PARÁ

  1. Adailton Aquino – SINTEPP PSOL/Belém
  2. Adelino do Socorro P. Bessa – Movimemto fora liXão de Marituba e MLP PSOL/Marituba
  3. Adilio Da Costa Mendes – Sintepp PSOL/Castanhal
  4. Adinamar Rodrigues de Freitas PSOL/Senador José Porfirio
  5. Adrielle Barbosa Martins – Juventude PSOL/Castanhal
  6. Aguinaldo Soares – SINTEPP PSOL/Belém
  7. Aila Silva Lacerda PSOL/Chaves
  8. Ajax Vantuir – SINTEPP PSOL/Belém
  9. Alberto de Andrade Júnior – Coordenador Geral do SINTEPP PSOL/Ananindeua
  10. Aldalila Nascimento dos Santos PSOL/Marituba
  11. Aldilene Ferreira Andrade PSOL/Ananindeua
  12. Aldimeia Lobato da Silva PSOL/Senador José Porfirio
  13. Alvaro Silva – SINTEPP PSOL/Colares
  14. AmandaKassia Brito Ramos – SINTEPP     PSOL/Altamira
  15. Amilson Pinheiro – SINTEPP PSOL/Ananindeua
  16. Ana Beatriz Carvalho Pinheiro Lyra PSOL/Ananindeua
  17. Ana Debora Meireles da Silva PSOL/Mãe do Rio
  18. Ana Jorge Pereira Nunes PSOL/Parauapebas
  19. Ana Regina Silva – POPULAR PSOL/Belém
  20. André Rocha Dos Santos – PSOL/Castanhal
  21. André Silva – SINTEPP E vereador de Irituia PSOL/Irituia
  22. André Vinícios Ferreira de Freitas PSOL/Ananindeua
  23. Andrea Salustiano – SINTEPP PSOL/Ananindeua
  24. Andrelina Nonato (Dedé) – Popular PSOL/Belém
  25. Angelita Costa do Nascimento PSOL/Senador José Porfirio
  26. AntoniaAlcantara Santana PSOL/Senador José Porfirio
  27. Antônio Carlos Martins Barros – Coordenador do MLP PSOL/Ananindeua
  28. Antonio Vaz – POPULAR PSOL/Ananindeua
  29. Aparecida Cirlene Cabral – SINTEPP PSOL/Jacundá
  30. Artonielda Rodrigues Matos – PSOL/Jacundá
  31. Bernardino Emilio Torres Filho- PSOL/Altamira
  32. Bruna Carneiro Pinheiro PSOL/Mãe do Rio
  33. Bruna Cavalcante – setorial de mulheres PSOL/Belém
  34. Carlos André (Carlinhos) – SINTEPP PSOL/Belém
  35. Carlos Herinque Brito Soares PSOL/Altamira
  36. Carlos Maia Mendonça Filho PSOL/Senador José Porfirio
  37. Célio Silva de Alcantara PSOL/Senador José Porfirio
  38. Charles Cristie Ferreira Ribeiro – Presidente diretório municipal de Jacundá PSOL/Jacundá
  39. Cicero Cleidson Balbino Da Silva – Popular PSOL/Castanhal
  40. Cid Alves dos Santos PSOL/Senador José Porfirio
  41. Claudiane Pereira Souza Moraes PSOL/Altamira
  42. Conceição Alves da Silva PSOL/Senador José Porfirio
  43. Conceição Holanda – SINTEPP PSOL/Belém
  44. Cris Ribeiro – PSOL/Belém
  45. Cristian Souza – SINTEPP PSOL/Ananindeua
  46. Dalgiza Soares da Cost Loureiro PSOL/Senador José Porfirio
  47. Dalva Helena da Conceição PSOL/Chaves
  48. Daniel Gonçalves Barros PSOL/Ananindeua
  49. Daniel Nogueira – UNIFESSPA PSOL/Marabá
  50. Daniela Soares – PSOL/Altamira
  51. Darlan da Silva Linhares PSOL/Senador José Porfirio
  52. Dayvid Campos Ferreira PSOL/Ananindeua
  53. Delicia Viera Maciel – PSOL/Jacundá
  54. Deodato Paiva da Vera Cruz Junior – Movimemto fora liXão de Marituba e MLP PSOL/Marituba
  55. Djan Rodrigo Monteiro da Rocha PSOL/Irituia
  56. Edenilson Lima da Silva PSOL/Altamira
  57. Edilene Rodrigues Melo PSOL/Chaves
  58. Edivaldo Monteiro Andrade – SINTEPP PSOL/Ananindeua
  59. Edivânia Santos Alves – Diretora adjunta da ADUFPA PSOL/Ananindeua
  60. Edivone Valadares Furtado PSOL/Chaves
  61. Edson Miranda – SINTEPP PSOL/Ananindeua
  62. Elaine Pacheco Ferreira – Popular PSOL/Castanhal
  63. ElçoGurjão de Figueiredo PSOL/Chaves
  64. ElennCleidiane do Socorro Chaves Leal PSOL/Mãe do Rio
  65. Elizabete Barradas da Silva PSOL/Senador José Porfirio
  66. Elizabeth das Graças da Silva Santos PSOL/Belém
  67. Elizabeth Lopes – POPULAR PSOL/Belém
  68. Eliziário Andrade Neto – SINTEPP PSOL/Ananindeua
  69. Ellan Cardoso Pereira PSOL/Senador José Porfirio
  70. Eloy Ferreira Borges – SINTEPP PSOL/Belém
  71. Ericivan de Oliveira Moura PSOL/Ananindeua
  72. Expedito Brito – SINTEPP PSOL/Belém
  73. Fabiane Oliveira da Silva PSOL/Mãe do Rio
  74. Fabio Barros de Sousa e Silva PSOL/Chaves
  75. Fátima de Souza Moreira (Macapá) – ADUFPA PSOL/Belém
  76. Fernanda Cardoso – SINTEPP PSOL/São Caetano de Odivelas
  77. Fernando Carneiro – vereador e direção nacional da APS PSOL/Belém
  78. Francilene Rocha Lima – SINTEPP PSOL/Jacundá
  79. Franciney Albuquerque (Ney) LGBT PSOL/Belém
  80. Francisco Silvino Da Conceicao Batista – Presidente do diretório municipal de Castanhal PSOL/Castanhal
  81. Francisco Sinval Batista – Sintepp PSOL/Castanhal
  82. Francivanio do nascimento Florencio PSOL/Bujaru
  83. Gabriela da Silva Ferreira PSOL/Ananindeua
  84. Geisy Dias – SINTEPP PSOL/Belém
  85. Genilson Alves da Silva PSOL/Senador José Porfirio
  86. Gerson Rodrigues – PSOL/Ananindeua
  87. Giliardi – UNIFESSPA PSOL/Marabá
  88. Gilmar Roberto Silva – PSOL/Belém
  89. HeberSilen Souza Da Cunha PSOL/Parauapebas
  90. Henrique Matheus Damasceno Gomes PSOL/Belém
  91. Hermison Bruno Baia Palheta- SINTEPP PSOL/Portel
  92. Hildeide Franklin – SINTEPP PSOL/Marituba
  93. Hortência Mendes de Moraes PSOL/Irituia
  94. Inocencio Moraes PSOL/Senador José Porfirio
  95. Iraldo Veiga – SINTEPP PSOL/Belém
  96. Iranildo Medeiros Loureiro PSOL/Senador José Porfirio
  97. Ivone Nonata Carvalho Pinheiro PSOL/Ananindeua
  98. Jair Pena de Souza – SINTEPP PSOL/Ananindeua
  99. Janaina Rodrigues de Miranda – popular PSOL/Belém
  100. Janes Rodrigues da Cruz – SINTEPP PSOL/Jacundá
  101. Jefferson Alves Teixeira – Ifpa PSOL/Castanhal
  102. Jersonilda de Nazaré Palheta Pinho PSOL/Chaves
  103. Joaldo Machado – SINTEPP PSOL/Jacundá
  104. João Vitor Fernandes Martins – Movimemto fora liXão de Marituba e MLP PSOL/Marituba
  105. Joel da Silva Ribeiro PSOL/Senador José Porfirio
  106. Joelson Silva Leite PSOL/Senador José Porfirio
  107. John Lennon Dos Santos França – Educação PSOL/Castanhal
  108. JoséBenedito Correa Foro PSOL/Acará
  109. José Alacid Da Silva – Sintepp PSOL/Castanhal
  110. José Delmar Teixeira Lima PSOL/Senador José Porfirio
  111. José Felipe Brito Ramos – PSOL/Altamira
  112. José Luiz Santos de Miranda PSOL/Acará
  113. José Maria Nogueira da Rocha PSOL/Irituia
  114. José Mateus Ferreira – SINTEPP PSOL/Belém
  115. José Roberto Leal dos Santos PSOL/Chaves
  116. José Rodrigues de Carvalho – SINTEPP PSOL/Redenção
  117. Joselene Mota – ADUFPA PSOL/Belém
  118. Josyan Weslley Da Silva Soares – PSOL/Castanhal
  119. Joyce Botelho – SINTEPP PSOL/Cametá
  120. Kaleb De Lima Brito – JUVENTUDE PSOL/Castanhal
  121. Karine Nascimento Dos Santos PSOL/Castanhal
  122. Kelly Medeiros Penante PSOL/Ananindeua
  123. Lázaro José da Silva Verçosa – SINTEPP PSOL/Altamira
  124. Leidy Maria Leocadio de Freitas PSOL/Senador José Porfirio
  125. Leonira Rodrigues de Freitas PSOL/Senador José Porfirio
  126. Letícia Souza Souza – Juventude PSOL/Castanhal
  127. Lídia Carolina Monteiro da Conceição PSOL/Ananindeua
  128. Lothar Matheus De Sousa Rodrigues – JUVENTUDE PSOL/Castanhal
  129. Lucas Higor Silva De Souza- PSOL/Castanhal
  130. Lucenira Benedita Leocadio da Silva PSOL/Senador José Porfirio
  131. Lucirene Meira – PSOL/Jacundá
  132. Luiz Geraldo Melo Moura Junior PSOL/Ananindeua
  133. Madson Dutra – SINTEPP PSOL/Belém
  134. MaizaMaiara Soares – SAÚDE PSOL/Belém
  135. Manoel Luiz Gama PSOL/Senador José Porfirio
  136. Manoel Messias – SINTEPP PSOL/São Domingos do Capim
  137. Manuel Miguel Foro Dasmasceno PSOL/Acará
  138. Manuela Carvalho Rodrigues PSOL/Ananindeua
  139. Mara Andreza Gouvea PSOL/Belém
  140. Mara Oliveira da Silva PSOL/Chaves
  141. Marcelo Abraão Silva da Silva – Presidente diretório Municipal de Ananindeua PSOL/Ananindeua
  142. Marcelo Flávio – SINTEPP PSOL/Redenção
  143. Marcio Andre Pereira Carneiro PSOL/Parauapebas
  144. Marcos Antonio Castro Protásio Filho PSOL/Belém
  145. Marcos Antônio Luz Soares – Coordenador geral do SINDTIFES e Executiva Estadual do PSOL PSOL/Belém
  146. Marcos de Jesus Moraes – POPULAR PSOL/Altamira
  147. Marcos Vinicius Gonzaga de Oliveira PSOL/Senador José Porfirio
  148. Mari Padilha – SINTEPP PSOL/Belém
  149. Maria Antonia Costa Ribeiro PSOL/Senador José Porfirio
  150. Maria Antonia de Souza PSOL/Senador José Porfirio
  151. Maria Cirlei Cabral – PSOL/Jacundá
  152. Maria das Graças da Silva Oliveira PSOL/Senador José Porfirio
  153. Maria de Fátima Freitas Lima PSOL/Altamira
  154. Maria de Nazaré Ferreira Soares (Rosa) – SAÚDE PSOL/Belém
  155. Maria de Nazaré Leocadio da Silva PSOL/Senador José Porfirio
  156. Maria Dina Pereira de Sousa Carvalho – SINTEPP PSOL/Redenção
  157. Maria do Socorro Gaia de Assunção PSOL/Chaves
  158. Maria Dulcicleia Pantoja Lima PSOL/Acará
  159. Maria Jonnhyellen de Jesus Oliveira PSOL/Irituia
  160. Maria José Barbosa – SINTEPP PSOL/Belém
  161. Maria Lúcia Zortea Zen PSOL/Senador José Porfirio
  162. Maria Luciete (Lucinha) – PSOL/Ananindeua
  163. Maria Lucivânia de Sousa Almeida – SINTEPP PSOL/Redenção
  164. Maria Selma de Lima Nunes PSOL/Irituia
  165. Maria Tereza Pantoja Lima PSOL/Acará
  166. Marilene de Alcantara Farias PSOL/Senador José Porfirio
  167. Marilene Feijão – PSOL/Ananindeua
  168. MarileteDeusarita Araújo Carvalho – PSOL/Ananindeua
  169. Marília Neide Lima Sena – Juventude PSOL/Castanhal
  170. Marivaldo Travassos dos Reis PSOL/Irituia
  171. Mariza (Mahgui) Soares – JUVENTUDE PSOL/Belém
  172. Mateus Silva Moraes PSOL/Chaves
  173. Matheus Lorhan Rocha De Brito – Juventude PSOL/Castanhal
  174. Matheus Torres Farias – Juventude PSOL/Castanhal
  175. Mauro da Conceição Borges – SINTEPP PSOL/Belém
  176. Miguel Tourinho da Costa Filho – SINTEPP PSOL/Ananindeua
  177. Milene Ewerton – SINTEPP PSOL/Belém
  178. Milton Pereira Lima – SINTEPP PSOL/Redenção
  179. Mônica Brito Soares – SINTEPP PSOL/Altamira
  180. Murilo Carvalho Rodrigues – SINTEPP PSOL/Belém
  181. Naira Felipe Aragão PSOL/Altamira
  182. Natanel de Souza PSOL/Senador José Porfirio
  183. Nazaré Filho Ramos Sales – PSOL/Altamira
  184. Nilza Maria Barbosa Cardoso da Rocha PSOL/Chaves
  185. Olgair da Trindade Neves PSOL/Chaves
  186. Osvaldo Galdino dos Antos Junior PSOL/Belém
  187. Patrícia Barreiro Vilarino PSOL/Ananindeua
  188. Patricia do Socorro Dias PSOL/Senador José Porfirio
  189. Patricia Ferreira Pampylio PSOL/Chaves
  190. Paulo Adriano Souza Rodrigues – Juventude PSOL/Castanhal
  191. Paulo Cesar Brito Ramos PSOL/Altamira
  192. Paulo Sérgio Alves de Sá PSOL/Ananindeua
  193. Pedro Ivo Carvalho de Castro – SINTEPP PSOL/Parauapebas
  194. Pollyana Cristina Calvalcante Gonçalves – SINTEPP PSOL/Jacundá
  195. Rafael Aquime – Juventude PSOL/Castanhal
  196. Raimando Maciel dos Santos Filho PSOL/Acará
  197. Raimundo da SilvaAlves PSOL/Chaves
  198. Raimundo do Socorro de Souza Coelho – SINTEPP PSOL/Cametá
  199. Raimundo Leonardo Mesquita de França PSOL/Ananindeua
  200. Raimundo Marcelo Góes da Silva – SINTEPP Presidente diretório Municipal de Ananindeua PSOL/Ananindeua
  201. Raimundo Trindade – SINTPREVS PSOL/Belém
  202. Raíssa Lorena Monteiro da Rocha PSOL/Irituia
  203. Renato Castro – SINTEPP PSOL/Belém
  204. Renato de Sousa Silva – SINTEPP PSOL/Mãe do Rio
  205. Renato Dias Maciel Junior PSOL/Chaves
  206. Rildo Vieira Albernas PSOL/Bujaru
  207. Robson Bastos PSOL/Belém
  208. Robson Leocadio da SilvaPresidente do Diretório do PSOL/Senador José Porfirio
  209. Ronaldo Oliveira da Rocha – SINTEPP PSOL/Belém
  210. Rosa Maria Alves da Silva PSOL/Altamira
  211. Rosa Olívia da Costa Barradas – SINTEPP PSOL/Belém
  212. Rosângela Cecim – SAÚDE PSOL/Belém
  213. Rosangela Oliveira – PSOL/Ananindeua
  214. Rosemiro Fiel – SINTEPP PSOL/Parauapebas
  215. Rosiane Vieira (Rosinha) -SINTEPP PSOL/Belém
  216. Rosilda de Sousa Trindade PSOL/Senador José Porfirio
  217. Rosiney Monteiro da Rocha PSOL/Irituia
  218. Rosivan Pinto Cruz – SINTEPP PSOL/Cametá
  219. Rui Pinheiro – SINTEPP PSOL/Ananindeua
  220. Samara de Souza Lourenço PSOL/Mãe do Rio
  221. Sandra Azevedo – SINTEPP PSOL/Belém
  222. Sara Portal – PSOL/Belém
  223. Sávio Pantoja Estumano PSOL/Ananindeua
  224. Saymon Augusto dos Santos Silva – JUVENTUDE PSOL/Belém
  225. Seani Trindade – SINTEPP PSOL/Belém
  226. Seli Gomes dos Santos – SINTEPP PSOL/Jacundá
  227. Sérgio Rodrigues (Serginho) – POPULAR PSOL/Ananindeua
  228. Shyelenne do Socorro de Assis Mendonça PSOL/Chaves
  229. Soani Trindade – POPULAR PSOL/Belém
  230. Tamires Prestes Peixoto Vidinha PSOL/Belém
  231. Tamiris do Rosario Araújo – JUVENTUDE PSOL/Castanhal
  232. TayanaLeocadio da Silva PSOL/Senador José Porfirio
  233. Terezinha de Jesus PSOL/Altamira
  234. Toni Gomes – SINTEPP PSOL/Jacundá
  235. Valdenilson Modesto Carneiro PSOL/Acará
  236. Valdenise da Paz e Silva – SINTEPP PSOL/Redenção
  237. Vanessa Nascimento de Sousa PSOL/Chaves
  238. Vanildo Pereira da Cruz- SINTEPP PSOL/Jacundá
  239. Vicente Costa de Oliveira PSOL/Senador José Porfirio
  240. Victor Manoel Leocadio Sousa PSOL/Senador José Porfirio
  241. Walter Pereira de Souza PSOL/Senador José Porfirio
  242. Wendell da Silva PSOL/Senador José Porfirio
  243. Williams Antonio Silva da Silva – SINTEPP PSOL/Belém
  244. Zaira Valeska – Coordenadora Geral do SINDUEPA PSOL/Belém
  245. Raissa Thatiane Portal Pinheiro – Belém do Pará.
  246. Eunice Portal Pinheiro – Belém do Pará
  247. Allan Campos da Rocha, Belém do Pará
  248. André do Vale Carneiro, Belém do Pará
  249. Benedita de Jesus Barroso da Costa, Belém do Pará
  250. Renan do Vale Carneiro, Belém do Pará
  251. Carla Rebeca Portal Sarmento, Belém do Pará

 

PARAÍBA

  1. Alípio Luis do Nascimento Silva, Psol de Puxinanã.
  2. Angélica Reyna da Silva Oliveira, Psol / Campina Grande;
  3. Antônio Fernando Gomes de  Oliveira, Psol Campina Grande/ Pastoral Operária;
  4. Carmely Aleixo da Silva Leite (Psol João Pessoa)
  5. Carolina Ricardo de Araújo, Psol/ Santa Rita
  6. Fabiano Galdino (SINTEC-PB / Psol João Pessoa)
  7. Fabrício Galdino (PSol   Santa Rita)
  8. Joelma Silva dos Santos, Psol / Santa Rita
  9. José Silva dos Santos, Psol / Santa Rita
  10. Lamarck de Assis Silva, Psol/Campina Grande
  11. Maria da Penha da Silva, Psol /Santa Rita
  12. Nelson Aleixo da Silva Junior (Psol Campina Grande)
  13. RanandaXerazade da Silva  Oliveira, Psol/ Campina Grande;
  14. Rejane Maria da Silva Oliveira, Psol Campina Grande/ Pastoral Operária;
  15. Rita de Cássia Araújo dos Anjos, Psol/Santa Rita
  16. Tiago Rodrigues Araújo, PSOL Campina Grande/  Fórum Diversidade Religiosa;

 

 

PIAUÍ

  1. Osmarina Moura, vice presidenta do PSOL Teresina.

 

RIO DE JANEIRO

  1. Adriana Sanglard – Psol Queimados.
  2. Alexandre Barracani Correia- núcleo Psol Novo Horizonte- Nilópolis.
  3. Alexandre Luís dos Santos Silveira- núcleo Psol Novo Horizonte – Nilópolis.
  4. Alexandre Nadai- Membro do Grupo Velhos Malandros e das rodas de samba do Rio de Janeiro. Psol.
  5. Aline da Silva Berros – Núcleo Psol Novo Horizonte- Nilópolis..
  6. André Alves Rocha – Psol Queimados.
  7. André Luiz Ferreira de Carvalho – Núcleo Psol Novo Horizonte- Nilópolis.
  8. Antonio Carlos da Silva de Souza- Nova Iguaçu- Militante da Educação Popular.
  9. Augusto Marciano – Psol Queimados.
  10. Brenda Lee  Lúcio Mendes – Psol Queimados.
  11. Carlos Faleiro – Diretório Estadual do RJ.
  12. Carlos Renato dos Santos Ignacio- Psol Nova Iguaçu- Pré- vestibular Popular.
  13. Carlos Roberto da Conceição Clementino – Psol Queimados.
  14. Carlos Roberto Ferreira da Costa – Núcleo Psol Novo Horizonte – Nilópolis.
  15. Cátia de Souza Justino – Núcleo Psol Novo Horizonte – Nilópolis.
  16. Cristiane Carvalho de Moraēs- Nova Iguaçu- Militante do Mov. de bairro.
  17. Daniel do Nascimento da Silva- Nova Iguaçu- Militante da saúde.
  18. Daniela Franco – Professora da UFF- Campos.
  19. Danieli Machado – Militante da Cultura- Feminista Psol- RJ/ Formada em Belas Artes.
  20. Dionísio Custodio de Souza- Nova Iguaçu- Militante contra a intolerância Religiosa.
  21. Emilson Soares da Silva – Psol Queimados.
  22. Eva Dionizio- Historiadora- Professora da Rede Municipal.
  23. Ezequiel Moreira Rodrigues – Psol Queimados.
  24. Fabiana dos Santos Silva- Nova Iguaçu- Militante de Base.
  25. Fábio Gomes da Ressurreição Silva- Psol Queimados.
  26. Faustino dos Santos – Executiva Psol- Nilópolis.
  27. Fernanda Borges Valentim da Silva – Psol Queimados.
  28. Fernando José Alcântara de Medeiro- Formado em Direito- Advogado- Militante pelos Direitos Humanos.
  29. Flávio Antônio Brandão de Souza- Nova Iguaçu- Geógrafo- Professor das Redes Estadual e Municipal.
  30. Flávio Ressurreição da Silva – Sec. Geral Psol Queimados.
  31. Gabriel Galvão Vieira- Nova Iguaçu- Militante da Juventude .
  32. Gersenildo da Silva -Núcleo Psol Novo Horizonte- Nilópolis.
  33. Gérson da Silva – Núcleo do Psol Novo Horizonte- Nilópolis.
  34. Gilberto Silva Rocha – Nova Iguaçu- Formado em Educação Ambiental- Militante de Base.
  35. Gilson Ricardo da Silva- Núcleo Psol Novo Horizonte – Nilópolis.
  36. Helton da Silva   Berros – Núcleo Psol Novo Horizonte – Nilópolis.
  37. Hermes Ferreira filho – Sec. Mov. Popular Psol Queimados.
  38. Ison Vieira da Silva – Núcleo Psol Novo Horizonte – Nilópolis.
  39. Ivanir Leandro do Nascimento Silva- Psol Queimados.
  40. Jarder Ferraz da Silva – Psol Queimados.
  41. Jean Pierre Miranda Barroso – Psol Queimados.
  42. Jeferson da Silva- Nova Iguaçu- Militante de Base.
  43. Jéssica Mendes dos Santos – Psol Queimados.
  44. Joel de Souza Parente – Psol Queimados.
  45. Joel Luiz dos Santos- Presidente Psol Queimados.
  46. Jonathan Rocha Pinheiro da Silva- Nova Iguaçu- Militante da Juventude.
  47. Jorge Antônio dos Santos – Psol Queimados.
  48. Jorge Antônio Tavares Peixoto – Psol Queimados.
  49. Jorge dos Santos – Psol Queimados.
  50. Jorge dos Santos – Psol Queimados.
  51. José dos Santos – Séc. FormaçâoPsol Queimados.
  52. Juventino de Barros Filho- Militante do Psol/ Apicultor.
  53. Leandro Pinheiro dos Santos – Psol Queimados.
  54. Leci Carvalho e Silva- Pedagoga- Professora da Rede Pública de Ensino/ Militante da Educação/Feminista- Secretária Geral do Psol – Nova Iguaçu.
  55. Leitícia Mello dos Santos – Núcleo Psol Novo Horizonte- Nilópolis.
  56. Luciana de Oliveira Lopes- Nova Iguaçu- Militante de Base.
  57. Luiz Cláudio BarracaniCorreira – Núcleo Psol Novo Horizonte- Nilópolis.
  58. Magda Furtado – membra da Direção Nacional do SINASEFE, Executiva Nacional da CSP-Conlutas e Psol-RJ.
  59. Manoel Francisco Branco Neto – diretório municipal de Casimiro de  Abreu.
  60. Manuel Messias Viana Nerris- núcleo Psol Novo Horizonte- Nilópolis.
  61. Márcia Aparecida de Moraēs Inácio – Psol Queimados.
  62. Márcia Maria da Cunha- Militante da Educação/ Professora da Rede Pública de Ensino
  63. Márcio André Silva – Psol Queimados.
  64. Marco André- presidente da escola de samba Boêmios da Cinelândia filiado ao Psol.
  65. Marcos Suel Lopes- Nova Iguaçu- Militante do TJ.
  66. Maria das Graças Gomes Rodrigues – Sec. De mulhetrsPsol Queimados.
  67. Marinalva Rodrigues de Melo- Socióloga- Professora da Rede Estadual- Militante do SEPE.
  68. Mário Luís Rufino- Psol Queimados.
  69. Mário Luiz Peixoto – Psol Queimados.
  70. Maximiniano José Moraēs da Silva- Nova Iguaçu- Sociologo- Professor da Rede Municipal.
  71. Messias de Oliveira – Psol Queimados.
  72. MirellyMajid Magalhães Molon- Rio- Geógrafa.
  73. Natália da Silva Cunha- Psol Queimados.
  74. Neide Carvalho e Silva – Nova Iguaçu- Militante da Educação (FAETEC).
  75. Rafael Diogo dos Santos Ferreira- Nova Iguaçu- Militante da Juventude.
  76. Rebeca Eduarda Rosa dos Santos- Nova Iguaçu- estudante- Militante da Juventude.
  77. Ricardo Sampaio da Silva – Membro do Diretório do Psol de Nova Iguaçu.
  78. Roberto Camilo Simas- Nova Iguaçu- Militante da Saúde.
  79. Robson Willian de Oliveira Lopes- Nova Iguaçu- Militante de Base.
  80. Samantha Machado Silva Santos- Psol Queimados.
  81. Samuel Noronha dos Santos – Tesoureiro Psol Queimados.
  82. Sandra Regina Gomes- Militante da Educação/ Psol – Mesquita.
  83. Sebastião Paula Martins – Psol Queimados.
  84. Shenia Siqueira- Nova Iguaçu- Enfermeira- Militante de Base.
  85. Súmula Leite Azuma Nogueira- Nova Iguaçu- Militante do Mov. dos Ambulantes.
  86. Tiago de Souza Oliveira – Psol Queimados.
  87. Vandetti de Souza Oliveira- Psol Queimados.
  88. Washigton Leonardo Barroso – Psol Queimados.
  89. Washigton Lopes da Silva- Nova Iguaçu- Professor- Militante da Educação Popular.
  90. William Matheus da Cruz- Estudante de Ciências Sociais- Museu da Vida. Psol – Nova Iguaçu.
  91. Wilson de Paula – Psol Queimados.
  92. Yasmin Atalazio Santos- núcleo Psol Novo Horizonte- Nilópolis.
  93. YureFamini – Estudante de Direito.

 

RIO GRANDE DO SUL

  1. Adriana Arend, Porto Alegre
  2. Airton Garcez de Moraes, BMRS, Policial Antifascismo.
  3. Cristina Schwarz, Porto Alegre
  4. Denise Laitano, Porto Alegre
  5. Joaquim Monteiro, Porto Alegre
  6. Katiucia Gonçalves, Porto Alegre
  7. Luix Costa, Porto Alegre
  8. Péricles BoechatMassariol, Agapan/Alegre Porto Alegre
  9. Vitória Arend, Porto Alegre
  10. Zadi Zaro, Porto Alegre

 

RORAIMA

  1. Elânia Cristina Fonseca do Nascimento, Defensora Pública, mulher negra feminista e anti-racista.
  2. Érica Joyce Rodrigues Cavalcante, professora da educação básica.
  3. Sandra Moraes da Silva Cardozo, professora universitária
  4. Celma Moraes  Cardozo, funcionária pública
  5. Ângela Maria Cavalcante Souto, professora da educação básica.
  6. Elvira Fonseca e Silva, Servidora Pública, Aposentada.
  7. Fabrício Araújo, Estudante de Comunicação Social, Jornalismo da Universidade Federal de Roraima.

 

SÃO PAULO

  1. Ajurimar Matos, agente escolar aposentada, Psol Capital.
  2. Alexandre Pinheiro Costa, Oposição SINPEEM, PSOL São Paulo.
  3. Aline Alves Joaquim, Psol Indaiatuba
  4. Antônio Bonfim Moreira (Bonfim), aposentado e conselheiro pela oposição SINPEEM, PSOL São Paulo.
  5. Antônio Carlos da Cruz (Tonhão), Oposição dos Sindicato dos Metalúrgicos de Campinas e Movimento Popular, PSOL Campinas.
  6. Antônio Celso dos Santos, PSOL  Bragança Paulista.
  7. Antônio da Silva Camilo, PSOL Campinas.
  8. Antônio Oteles Rodrigues, PSOL Capital.
  9. Ataíde Santiago da Cruz, PSOL Campinas.
  10. Ayunes Silva de Lima, Professora da rede estadual Psol Capital.
  11. Bruno Carvalho de Oliveira, PSOL Capital.
  12. Cleonice Angeline, Psol S. Joao da Boa Vista
  13. Clóvis dos Santos Costa Júnior, Diretor pela oposição SINPEEM, PSOL São Paulo.
  14. Daniele Nunes da Silva, Psol Capital.
  15. Elaine Alves de Abreu, Psol Capital.
  16. Elderson Nogueira Ferreira, PSOL Campinas.
  17. Gilberto Alves, PSOL Campinas.
  18. Isabel Goreth de Souza Chil, Professora da rede estadual, Psol Capital.
  19. Ivonia Alves Lima, Professora da rede estadual, PSOL Capital.
  20. Jacob Teubl, PSOL Araraquara.
  21. Jaime dos Santos, Executiva do diretório municipal do PSOL Campinas, PSOL Campinas.
  22. Jean Zeferino, Dirigente do SINASEFE –SP, PSOL Campinas.
  23. José Renato Gonçalves Castro, Professor da rede pública estadual, Psol Capital.
  24. José Roberto Marques da Silva, Conselheiro pela Oposição SINPEEM, PSOL São Paulo.
  25. Ferreira Mathias, Psol- S. Joao da Boa Vista
  26. Júlio Roberto Morandi, PSOL Campinas.
  27. Lucas Bataglini de Oliveira, Professor da rede estadual, PSOL Capital.
  28. Luciana Aparecida da Silva, Professora da rede estadual, Psol Capital
  29. Márcio Fernando Aranha, PSOL Jundiaí.
  30. Marcos Müller, Conselheiro pela Oposição SINPEEM, PSOL São Paulo.
  31. Maria Aparecida de Lima, PSOL Campinas.
  32. Natália Gonçalves Felicissimo, Oposição SINPEEM, PSOL São Paulo.
  33. Patrícia Andrea Carreteiro, Oposição APEOSP/SINPEEM, direção estadual Intersindical-CCT, PSOL capital.
  34. Pedro Paulo Vieira de Carvalho, Direção APEOSP e membro da direção nacional da Intersindical-CCT. PSOL capital.
  35. Reny Martins, PSOL Campinas.
  36. Robinson Roberto Morandi, PSOL Campinas.
  37. Rosângela da Cruz Alves, Conselheira pela Oposição SINPEEM, PSOL São Paulo.
  38. Sandra Jesus Trajano dos Santos, Psol Capital.
  39. Silvia Maria Antoniazzi, Oposição SINPEEM, PSOL  São Paulo.
  40. Solange Andreoletti, Professora da rede estadual, Psol Capital.
  41. Sonia Maria Mesquita da Silva, Psol Capital.
  42. Sonia Regina Cordeiro – Psol – S.Joao da Boa Vista.
  43. Tiago Pereira Silva, PSOL Campinas.
  44. Valdirene Rodrigues de Carvalho, Professora da rede estadual, Psol-Santos.
  45. Vânia Maria de Oliveira, Cabeleireira, PSOL Capital.

 

 

 

 

 

1 comentário em Tese da APS, PSOL da Resistência e Independentes ao Congresso do PSOL

  1. Luiz Severino dos Santos - Severino Santos // 26 de março de 2020 às 18:04 // Responder

    Boa noite camaradas, aqui Severino Santos, Músico e Professor de História – Piauí, atualmente estou morando em Turóia – Maranhão.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: